Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56958 )
Cartas ( 21165)
Contos (12592)
Cordel (10049)
Crônicas (22176)
Discursos (3133)
Ensaios - (8978)
Erótico (13390)
Frases (43487)
Humor (18425)
Infantil (3760)
Infanto Juvenil (2652)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138148)
Redação (2919)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1924)
Textos Religiosos/Sermões (4823)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->4805 - Quatorze Anos -- 05/10/2019 - 12:47 (Jairo de A. Costa Jr.) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

4.805 – Quatorze Anos

 

O Postal está completando quatorze anos e o Miguel setenta e um, com uma diferença de nós, pois ele estará sentindo a emoção duas vezes, já que o Postal se tornou parte de sua alma e podemos dizer que o Miguel vive por dois, ou mais. Só conferir a quantidade de gente que encontramos em seu jornal, o que o faz responsável por cada um e de sua opinião, crescemos, ou decrescemos, porém é possível ver só crescimentos, pois sua crítica sempre é construtiva.

Quando o Miguel fez quatorze anos, em mil novecentos e sessenta e dois, não imaginava que o faria novamente, acompanhando esta sua criação de um jornal, que vive refundando o futuro, como eu sempre digo e já disse. Naquele seu primeiro quatorze, o mundo era outro e bem distante deste atual, momento de seu segundo quatorze e já pensando nos quinze.

Será que existem bodas de quatorze anos? Existe e é as chamadas Bodas de Marfim, uma substância extremamente dura e resistente, podendo ser encontrada principalmente nos dentes caninos dos elefantes e de outros animais como o hipopótamo e a morsa, por exemplo, e por ser um material de grande força e valor, o marfim foi associado pela solidez, igual nosso jornal Postal.

Concreto, mesmo após passar por todos esses anos e pelos diversos obstáculos, contornados pelo Miguel. Se estiver pensando em dar um presente de marfim ao Miguel, que o faça na opção de marfim vegetal, que pode ser extraído de uma planta conhecida por jarina ou taguá, isso para não compactuar com o comércio de peças de marfim animal.

Necessário mesmo essa solidez e será desse concreto quatorze anos que já estamos de partida para os quinze anos, quando no seu momento São Miguel já passou por mais uma eleição e aí poderemos entender esse ano que virá. O Postal está com seus alicerces prontos para essa próxima construção da nossa cidade, acompanhando esta nova movimentação política, conferindo os interesses turísticos de nosso município MIT e a própria dinâmica de uma cidade em transformação. Aliás, grande mérito do Postal foi sempre entender isso tudo, como um democrata e livre que sempre foi, é e será!

Perceberam que não dá para dissociar Miguel e o Postal e graças aos setenta e um de um que existe os quatorze de outro, sem dissociar idem a Vera, cuja idade não direi, apenas que está moça de tudo, ao lado dos dois.

Parece que nossa cidade não mudou muito; apenas parece, mudou muito sim. Só de prefeitos, três e mudanças estruturais, de interesse no turismo à mudança de nossa Igreja pra Basílica. Estou com onze prospectos sobre São Miguel, que atestam mudanças sem sombra de dúvidas.

Mudança maior ocorreu no próprio campo da informação, com a entrada das redes sociais e da facilidade com os smartphones. Hoje temos praticamente ao vivo tudo que ocorre no mundo mundial e até em São Miguel, com as paginas no Facebook e blogs tão atualizados como nunca dantes.

Entretanto, o Postal e o Miguel têm sido heróis, pois mesmo quinzenal têm conseguido acompanhar a atualização, acrescentando opinião e credibilidade aos acontecidos. Posso garantir que mesmo acompanhando notícias pelas redes ainda encontro nas edições do Postal informações inéditas, daí a saudade que eu tenho sempre da próxima edição.

Já com quatorze e pronto para os quinze, estamos deixando as bodas de marfim, caminhando para a próxima de cristal, um vidro de altíssima qualidade e transparência, como esperamos seja o Postal dos seus quinze anos, qualidade e transparência como tônica de valores e crescimento. Aguardem e acompanhem este propósito.

Neste sábado, cinco de dez de dezenove, parabenizo o nosso Jornal Postal e o Miguel pelos aniversários e pela garra na condução de suas vidas, desejando forças para superarem os novos desafios e enfrentarem as adversidades. Parabéns e Forte Abraço!

Comentários

Toye de Almeida  - 19/10/2019

Assaz profícuo!!!!

janie  - 07/10/2019

Parabéns!!!

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 8Exibido 10 vezesFale com o autor