Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
48 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56719 )
Cartas ( 21128)
Contos (12517)
Cordel (9865)
Crônicas (21896)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41730)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137078)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4524)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->RECOMPENSA -- 09/05/2011 - 13:16 (Professor Marcelo Guido Noronha) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A cafetina abre a porta do bordel e se depara com um velhinho vestido muito modestamente.
- Pois não? - ela pergunta.
- Eu quero a ver a Natalia - responde o velhinho.
- Meu senhor - argumenta a cafetina - a Natalia é uma prostituta de classe e uma de nossas mulheres mais caras. Talvez eu possa lhe apresentar alguma outra.
- Não obrigado, eu quero a Natalia - insiste o velhinho.

Então a Natalia aparece e diz ao velhinho que o preço dela é 1000 dólares por visita.

O homem nem pisca e, tirando o dinheiro da carteira, diz que está tudo bem.

Então ela o leva ao seu quarto, onde ele fica uma hora trepando com a deliciosa prostituta e sai tranquilamente.

Na noite seguinte, o velhinho aparece novamente, e pede pela Natalia.

Ela estranha, e diz que nenhum cliente dela veio duas noites seguidas, e que ela não dará nenhum desconto.

O velhinho tira mais dez notas de 100 e as entrega à moça, que o leva ao quarto onde ele passa mais uma hora.

Quando ele chega, na noite seguinte, ninguém acredita.

Mais uma vez ele entrega o dinheiro à moça, e ela o leva para o quarto dela.

Depois da hora que passaram juntos, Natalia não resiste e pergunta ao velhinho:
- Meu preço é alto e você foi a primeira pessoa que usou o meu serviço por três noites seguidas. De onde o senhor é?
- Sou de Minsk, na Russia - responde o velhinho.
- Sério? - se surpreende Natalia - Eu tenho uma irmã que mora em Minsk.
- Eu sei - responde o velhinho - Ela é minha amiga e me pediu para entregar-lhe 3000 dólares. Disse que seria recompensado, mas não esperava tanto!
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui