Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
101 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55236 )
Cartas ( 21066)
Contos (12158)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40130)
Humor (17565)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135866)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->CHORANDO RIOS PERDIDOS... -- 24/06/2012 - 11:54 (Ana Zélia da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

CHORANDO RIOS PERDIDOS...
Ana Zélia

Quantas perdas passadas, presentes, futuras...
Rios de lágrimas, de larvas, cinzas, rios secos, mortos,
rios de águas profundas, fétidas como corpos apodrecidos, ensacados, esquartejados...
Rios que cruzamos ou que passam com as enxurradas nas estradas, bielas, “picadas”...

Tantos rios cruzamos, outros lhes damos vidas, fazemos renascê-los ou os tornamos perigosos demais

se igualando às víboras, serpentes venenosas, najas traidoras...
Parimos rios que não servem pra nada.
Rios que não molham plantas, terras tórridas, almas perdidas, rios secos...

Pobre humanidade que se forma sem caráter.
A ambição material os tornam capazes de matar, destruir laços sagrados de família, pai, mãe, irmãos...

MATAM POR “NADA”...
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Manaus, 23 de junho de 2012.
Nota da autora- A minha revolta é tão grande que não sei, nem posso, nem devo escrever a nota.
É uma dor profunda demais. Ana Zélia

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 23Exibido 259 vezesFale com o autor