Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55345 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21339)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40254)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Solidão -- 21/03/2013 - 12:00 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Fá minha amiga querida,

Fico feliz em saber das novidades tão boas.

Quanto a mim, nos últimos dias, tenho estado tão atarefada que esqueço até de comer. Pra fazer alguma coisa, sempre tenho que abrir mão de outra, mas, não posso me queixar, porque toda escolha tem um preço e combinei comigo mesma que assim eu estaria melhor.
Pode parecer coisa de doido, mas como sempre te disse, felicidade é uma questão de se combinar.
Quanto ao amor, bom, isso você sabe muito bem o quanto priorizei essas questões em minha vida, sempre colocando em primeiro lugar, mas nos últimos anos, tudo que pude perceber é que isso é uma grande mentira. Tudo que se diz em um momento e totalmente esquecido no momento seguinte, e não fica nada de concreto. Todas as poesias, versos, declarações de amor, é tudo tão irreal, nada concreto, e se vai como água pelos dedos. Ama-se em um momento e no momento seguinte, é cabeça virada pra desviar o olhar, portanto minha amiga, da mesma forma que resolvi mudar minha vida radicalmente, resolvi mudar também o que pensava a respeito de sentimentos não concretos.
Hoje em dia eu chego a pensar que comprar uma roupa que eu gosto, vale muito mais do que dizer que gosto de alguém. Percebe? a palavra é a mesma mas a roupa fica e quem gostamos vai embora. Simples assim.
Não estou falando do sentimento com relação ao ser humano, a fazer o bem, a cuidados essenciais, estou falando do sentimento especial, focado em alguém com quem eu tenha afinidade, ou acho que tenha, um cuidado especial, um desejo especial, e coisas assim.
É cansativo gostar de alguém e sentir-se sempre só.
Acho que dessa forma não me decepciono mais, afinal de contas uma camisa, uma calça, uma boa bolsa, nunca me fará uma desfeita, nunca me virará as costas, ao contrário, estará sempre ali, prontinha dentro do meu armário. Pode até parecer engraçado, ou o cúmulo do materialismo, mas só quem sente é que sabe.
Amiga, são as pessoas que nos ensinam a não ter sentimentos.
Tenha a certeza que isso não diz respeito a você. Continuo te amando verdadeiramente, pois nossa história faz sentido, e nos preocupamos uma com a outra de maneira verdadeira, e mesmo distante, quando nos falamos ou trocamos email, parece que te vi ontem. Isso sim é especial.
Acho que isso sim é amor, o resto, o nome já diz o que é.
Um beijo do fundo da alma, minha porção mais secreta.
Até qualquer hora.
Valentina ou não.
Comentários

Touché   - 18/11/2013

Será que a Valentina ainda pensa assim ? Pelos seus versos mais recentes, parece que não.

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 14Exibido 405 vezesFale com o autor