Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56399 )
Cartas ( 21119)
Contos (12482)
Cordel (9833)
Crônicas (21793)
Discursos (3122)
Ensaios - (9978)
Erótico (13197)
Frases (41437)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136907)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4473)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Carta ao casal Amaral -- 25/09/2013 - 04:59 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Prezados Geraldo e Ana,

foi um prazer renovado ter estado aí com vocês, juntamente com a Mônica, no início deste ano. Achei bom revê-lo bem de saúde e atento às coisas que se passam pelo mundo. Que cabeça iluminada você tem, Geraldo, quase sem sair de casa, mas sempre alerta e reflexivo. Sua memória, então é fantástica, ao recordar momentos que nos são tão caros. E quanto à Ana, que doçura de companheira você tem a felicidade de ter, pois além de manter a casa como um brinco, cuida tão bem do companheiro que tem, principalmente na área da alimentação...

E quanta saudade dos tempos em que íamos visitá-los aí no Barreiro. Você, empolgado com seu trabalho na Mannesmann, criando os filhos e nos dando tanta atenção como se fôssemos parentes próximos. E, para arrematar aquele delicioso almoço que só a Ana sabe fazer. Mônica tem-me dito que gostaria muito de experimentar essa maravilha culinária de que tanto tenho lhe falado.

Estou presentemente fazendo uma missão transitória de três meses num país exótico e distante do nosso, o Kuwait, país rico em petróleo no meio de um amplo deserto. Basta dizer que toda a água corrente consumida aqui é proveniente do mar, e dessalinizada, uma operação gigantesca. O calor que faz por esta época do ano chega em torno dos 40 graus, menos um pouco do que você já provou na lida com as lingoteiras da Mannesmann.

Quando voltar ao Brasil, vou fazer como a Isabel: dar um pulo aí para ver vocês, e ouvir esse papo gostoso sobre coisas presentes e passadas.

Com o abraço saudoso, do Paulo
Comentários

Hull de La Fuente  - 09/09/2014

Caro Brazílio,

Que bom ver que você tem amigos tão queridos e tão especiais.
Gostei do carinho que se lê nas entrelinhas.
Um grande abraço,
Hull

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui