Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56745 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10007)
Crônicas (22137)
Discursos (3131)
Ensaios - (8939)
Erótico (13379)
Frases (43224)
Humor (18342)
Infantil (3740)
Infanto Juvenil (2603)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137961)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2388)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4731)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->Sexta. Feira. Caos. -- 21/09/2012 - 19:59 (flavio gimenez) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

 

A quem se encontra em seus carros, preso no vórtice do trânsito que esmaga a todos nessa cidade: Estamos com vocês, sentados confortavelmente, monitorando suas mensagens aqui da sala. Pactuamos com vossa desgraça, nesta cidade que vai mole e lesa. Batuque no vidro. Coçando o nariz, agora! Isso, assim. Agora, dando pequenos murros ao volante. Pequenos. PEQUENOS, calma. Pense: Hoje é sexta-feira! Imagine que dentro de umas três horas estará em casa, instalado pra assistir--ah desculpem, a novela já terá acabado! Nada de Nina, Max ou a louca da Carminha e suas patifarias.Terá de se contentar com TELA QUENTE ou algo do gênero. Réiva! Tamborile sua mão incontrolável no banco, vamos. Isso! Agora veja. Uaaaau, a vizinha do lado de seu carro deu uma faiscada; será que é pra vc? Nada de cutucar o nariz, viu! Elas odeiam isso. Lembre-se de que quando menos você espera, mais essa sua mão faz coisas impensáveis. Mão danada...Melhor coçar o...Calma aí, sai da frente, chato! O cara da frente enfiou o carro dele quase dentro do seu.
 
Paciência, paciência, já dizia o Templo Zu Cai. Mas que é um abusado isso é! de duas em duas horas a sexta se vai. veja, não há nada melhor a fazer que fechar os olhos e imaginar...Que se está em uma linda praia...Que as ondas batem nas conchinhas, roubando lindas notas dissonantes...Vamos, imagine agora, respirando bem fundo que o sol lhe lambe o rosto...
 
Ânimo, nem tudo está perdido. Por exemplo, a fome: ela lhe diz que você vive, veja! não é só um poço de raiva:é humano, demasiadamente humano!
 
Estamos com vocês, que mais agora do que nunca, lembram de que São Paulo precisa mudar, não com um ou outro destes farsantes que existem achincalhando seu voto. Precisamos mudar de dentro para fora... Mudar de ares....respire fundo. 
 
E nada de cutucar o nariz. Olha a moça do lado e se oriente, rapaz!
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 5Exibido 300 vezesFale com o autor