Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54796 )
Cartas ( 21052)
Contos (12086)
Cordel (9483)
Crônicas (21041)
Discursos (3105)
Ensaios - (9892)
Erótico (13118)
Frases (39763)
Humor (17540)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2307)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135477)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4164)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->O vil engano -- 05/04/2014 - 13:24 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:143769004662589100
O vil engano


Em taças de ouro, o vil engano bebe
Do tempo mágico da vida encantado
A carruagem, dos prazeres a todos serve
Um homem de bem, em bruto é transformado

Quem se deleita na posse do prazer
Percorre uma estrada, só de descaminho
O princípio é fim, cruel a padecer
Arrostando ao temor de um fero espinho

Quem lança mão dos deleites, manifesta
Sua intenção de seguir o que não presta
Volúvel de um homem sem firmeza

Capaz de cair no abjeto laço infame
Da torpeza, da impudicícia, do vexame
Ao afastar-se voluntariamente da pureza !

Porangaba, 05/04/2014 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meu Blog:
brisadapoesia.blogspot.com
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui