Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55322 )
Cartas ( 21071)
Contos (12177)
Cordel (9605)
Crônicas (21333)
Discursos (3113)
Ensaios - (9920)
Erótico (13145)
Frases (40227)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5418)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135943)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4238)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->PALAVRAS QUE CURAM -- 27/11/2017 - 12:39 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


Certas palavras são dispensáveis, mas, quem pode determinar, se o poder não é nosso,

Afinal, o dono da palavra, é que às tem.

Melhor é escutar, e calar, diante da grande devassa que fazem, diante da doença e do estrago que já foram capazes de produzir.

Pra amenizar a dor, é preciso procurar o bálsamo, a palavra certa, que cura, que beija a testa, num desejo sincero de amenizar as feridas.

E voltei à ela, e dizia: Melhor é o fim das coisas, que o início delas. Palavras do sábio Salomão.

Ele, o preletor falava à respeito do início, e de todas as expectativas geradas nesse momento, tal como a chegada de um filho, um início de relacionamento, um casamento, um novo emprego, enfim, tudo relacionado a expectativas e tudo que aquilo podia gerar dentro de nós.

Poderia ir direto ao fim de todas essas coisas como fala a escritura, ou até à morte, mas, atentou para um momento muito especial. O meio, exatamente isso, o meio de todas as coisas, o desenrolar dos relacionamentos, tipo, depois que o filho nasce, todos os problemas e também, alegrias que geram, os relacionamentos e seus momentos de conflito, até sua restauração, ou mesmo seu término, e a sabedoria pra gerenciar todas essas emoções em nossa vida, sem morrer antecipadamente de desgosto ou coisa que o valha. Aí está um grande dilema. Nunca começamos algo, pra ir direto ao fim, sempre temos o meio de tudo, e nesse meio, é o momento de conduzirmos nossa vida pra que seja suave, e sem maiores transtornos. É claro que podemos bagunçar tudo, fazendo escolhas erradas, nos envolvendo com pessoas erradas, mas, se pedirmos sabedoria do alto, essas escolhas erradas nem chegarão perto.

E então, chegará o fim, que pode ser, um fim para cada meio, ou o fim de tudo. O fim de cada história, deve ser conduzido da melhor forma possível, pra que as machucaduras não causem tanta dor, e existem também finais felizes, que devem ser comemorados, mas depois disso tudo, haverá um fim, o fim da nossa existência, mas certamente o sábio diz que esse fim, é apenas o começo de tudo. Uma nova vida, um novo lar, uma nova existência, que não terá outro meio ou fim, mas será eterna, e quem for esperto, haverá de se preparar para esse fim que na realidade será o começo de tudo.

Em linhas gerais, essas foram as palavras preciosas que tiveram morada certa em meu coração e irão me alimentar até que possa escuta-las novamente. Palavras isentas e profundas, palavras sem agressividade ou desamor. Palavra de ânimo, para uma vida bem conduzida e sábia.

Era só isso, o que eu precisava naquela noite.



 


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 14Exibido 65 vezesFale com o autor