Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
71 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55345 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21339)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40254)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->Aos meus amigos um feliz natal - parte II -- 14/12/2005 - 11:53 (rodrigo mendes delgado) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
AOS MEUS AMIGOS UM FELIZ NATAL - Parte II - 2005


É com grande satisfação que quero, mais uma vez, desejar aos meus AMIGOS um feliz natal repleto de sonhos, de realizações, de muito amor e felicidades.
É a vocês que devo toda a felicidade da qual desfrutei ao longo deste ano que se passou.
Dificuldades vêm e vão, essa é a lógica da evolução da qual todos nós fazemos parte, neste intrincado e harmônico ciclo da vida.
Aprendi que pessoas vêm e vão de nossas vidas, mas que jamais podemos abrir mão de umas poucas e fantásticas com as quais podemos dividir nossos sonhos, nossa vida, nossas expectativas, frustrações e realizações, nossas lágrimas e sorrisos, e podemos pedir abrigo quando a dificuldade se faz presente.
Deus não prometeu dias sem chuva, sol sem eclipse, sorrisos sem lágrimas, mas prometeu consolo para os momentos difíceis, seus braços para nos auxiliar a carregar nosso fardo quando ele se torna pesado demais, e pessoas especiais para nos dar um sorriso acolhedor quando o resto do mundo apenas nos julga e nos vira as costas, e estas pessoas chamamos AMIGOS.
E vocês são estas pessoas especiais colocadas por Deus em meus caminhos, para que fossem a base sólida sobre a qual possa me apoiar quando todo o restante do mundo parece desabar.
Não são nossos dons e especialidades científicas que nos fazem especiais, são nossas escolhas.
Como dizia Charles Chaplin “amigos são a família que Deus permitiu que escolhêssemos”.
E agradeço a ele todos os dias por ter permitido que todos vocês se fizessem presentes em minha vida. Como dizia o poeta Cazuza: “preciso dos meus amigos para ser forte”. A força que tenho vêm todos vocês, pessoas maravilhosas que sempre estiveram ao meu lado, incentivando, andando lado a lado, desejando que eu jamais desistisse.
O tempo passa, as coisas mudam, o mundo gira. A cada minuto, mais de cinqüenta milhões de novas células são produzidas em nosso organismo. A vida flui numa constante incessante de brilho, magia, luz e calor, somente uma coisa pretendo manter imutável pelos séculos vindouros, os laços de amizade que nos une, que teve um início, não muito preciso, mas que, queiram os céus, jamais haverão de ter um fim.
Que a luz do Criador sempre brilhe de forma intensa na vida de todos vocês, que todos os seus sonhos se realizem, sem distinções, que saibamos esperar o momento certo para que as coisas aconteçam, de forma natural, pura e verdadeira.
Como sabiamente diz a Bíblia, para tudo há um tempo, e há um tempo para tudo.
Que sempre tenhamos a coragem e o discernimento necessário para escolher aquilo que somente os verdadeiramente fortes de espírito podem escolher, a paz ao invés da guerra, o silêncio como resposta à injúria, o perdão como resposta à fúria, o carinho, como resposta ao rancor, e o amor, como resposta a tudo quanto de ruim o mundo tentar nos oferecer. Se o mundo ferir nossa face direita, ofereçamos também a esquerda, e se o mundo virar as costas aos nossos desejos, e o desdém às nossas angústias, lembrem-se: “Pai, perdoai-lhes ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM”.
Em alguns momentos a insanidade humana tem chego à níveis inimagináveis, mas, regozijai-vos, o mundo não nos pode dar a salvação, somente Deus o pode fazer. Lembrem-se ainda das palavras do Cristo: “no mundo encontrareis tribulações, mas, coragem, pois eu venci o mundo” .
Nunca tenham vergonha de cair de joelhos, e orar. Pois quando um cristão cai de joelhos o mundo estremece, pois é com SEU PAI que ele está a falar.
Todas estas coisas vos digo porque muito tenho visto no mundo. Não se preocupem com o julgamento dos homens, referido julgamento é insano, e muitas vezes premido por meros favoritismos hierárquicos ou políticos.
A verdadeira essência humana está nas idéias, posto que, o mundo em que vivemos é ilusório. Bens materiais não trazem felicidade, porque felicidade não é um artigo que possa ser vendido. Luxo não traz aceitação, porque luxo passa com os modismos humanamente engendrados para a venda de quinquilharias e penduricalhos luxuosos, mas o amor é eterno, não pode ser comprado, mas sentido.
Que possamos cultivar aquilo que verdadeiramente importa, nossa fé.
Que nosso maior julgador seja nossa consciência, somente a ela devemos nos curvar.
Que o único tirano que possamos aceitar neste mundo seja a voz silenciosa que está dentro de nossos corações, como dizia Mohandas Gandhi.
Que o mundo seja um lugar melhor na medida em que os homens forem melhores.
Amor é a essência que sobra, quando tiramos todo o preconceito, inveja, maldade, julgamento e rancor que há no mundo.
Deus poderia ter dito palavras mágicas para que os pregos caíssem do crucifixo, mas Ele não fez isso. Isso é amor. Amor pela humanidade que Ele tão criteriosamente criou. Um amor que não pode ser compreendido pelos padrões que o homem criou para medir seu próprio egoísmo e sua própria arrogância.
Lembrem-se, o importante não é chegar, mas não cessar de progredir, de nada adianta a solidão de um primeiro lugar se não pudermos dividi-los com pessoas especiais, nossa família e amigos.
Obrigado por terem sido as pessoas que deram e que dão sentido à minha vida.


Feliz Natal a todos, e que Cristo renasça dentro de vossos corações.


De seu amigo,
Rodrigo.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui