Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
95 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55932 )
Cartas ( 21109)
Contos (12417)
Cordel (9754)
Crônicas (21609)
Discursos (3119)
Ensaios - (9947)
Erótico (13172)
Frases (41017)
Humor (17617)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2322)
Letras de Música (5434)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136491)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4430)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->Revisão -- 24/07/2006 - 12:15 (maria da graça almeida) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Revisão
maria da graça almeida


De repente, distingo umas letras vermelhas entre as pretas. O que é isto? Falha do computador, brincadeira das crianças que vivem a teclar sem permissão ou dos meus olhos já cansados de ler e reler o texto enfadonho e desnecessário? Ou é apenas o meu cérebro a sinalizar certa rejeição pelos escritos?
Regras: uma, duas, três, dez, quarenta; proibições: quatro, cinco, seis...oitenta.
Tudo o que obriga, para o bem ou para o que parece mal, é uma grande chateação, não tem brilho, nem "glamour". Literatura impositiva e aborrecida.
E as letras vermelhas teimam em pipocar aqui e ali...no texto todo.
Enfim, o fim! Creio que quase tudo certo,
agora só falta assinar.
maria da grassa aumeida
Pronto!

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui