Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
80 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54796 )
Cartas ( 21052)
Contos (12086)
Cordel (9483)
Crônicas (21041)
Discursos (3105)
Ensaios - (9892)
Erótico (13118)
Frases (39763)
Humor (17540)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2307)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135477)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4164)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Religiosos-->SOBRE CULPA E PERDÃO -- 26/07/2010 - 22:51 (ANGELA FARIA DE PAULA LIMA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SOBRE CULPA E PERDÃO


Querida amiga,

Pede-me que a ajude a compreender melhor a senda do perdão. Diz também que o faz por esforço pessoal em agradar a Deus, e que, no momento, por si mesma, não poderia fazê-lo.

Verdade mesmo, valho-me das minhas vivências para poder lhe mostrar como eu reajo ou penso ser bom reagir em semelhante situação.Não poderia falar sobre o desejo de Deus. Posso apenas falar sobre o que me sustenta e equilibra, quando peço e confio no que imagino ser a resposta de Deus para mim.

Sei que ainda existem coisas a serem desenterradas do entulho da sua memória emocional e que uma vez encaradas, servirão, de pedras para o “estilingue de Davi”. Elas conseguiram eliminar o gigante Golias, que apesar de terrificante a um primeiro olhar, mostrou-se frágil pela inconsistência diante da postura corajosa e tranqüila de um menino apenas...

Faço uso dessa metáfora para que fique mais simples entender que somente quando nos tornamos crianças é que encontramos a raiz de que fomos criados. Limpa, livre de conceitos aprendidos, e a única capaz de manejar as armas capazes de destruir barreiras.

Alma infantil é aquela que consegue desaprender as regras sociais impostas e ser apenas a essência primeira, fruto da criação divina. Aquela que não conhece culpa, pecado, erro e portanto nem COGITA sobre arrependimento, perdão ou acertos.
Simplesmente por não re-conhecer um pólo, o pólo oposto desaparece. Entende?

No Éden, o grande castigo de comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal foi essa consciência da polaridade da vida.

Enquanto Adão e Eva viveram sem esse conceito, viveram felizes, fazendo o que quisessem e totalmente sem necessidade de questionamentos.
E sabe-se lá o que eles faziam... Entretanto nada lhes foi cobrado nem punido, pois nem sabiam o que era a antítese do que experimentavam...

Daí eu lhe dizer que o perdão, não deve ser uma atitude imposta. Acredito que Deus não precise desse nosso esforço, por Ele já ter feito isso por nós e no caso por você e pelas pessoas envolvidas. Elas precisam do perdão de Deus! Não do seu, do meu, nem de ninguém.

Outra coisa para pensar, é que dentro da nossa humanidade, passível sempre de erros, os caminhos de Deus correm de maneira tão absurdamente diferente dos nossos conceitos pessoais, que nem saberia dizer a você se essa seria a escolha de Deus.Portanto, esqueça esse "perdão" que insiste em proporcionar e lembre-se que Deus já nos perdoou através de Seu Filho.

Outra coisa...
O ódio é um sentimento muito diferente da ira. Tanto que a Bíblia recomenda: Irai-vos...Isso, por que o ódio adoece, mas a ira ensina e fortalece. Foi-nos dado a IRA para que a gente APRENDA com ela a melhor lição de um episódio vivido.E é justo lamentar-se, sentir as dores e poder observar os erros cometidos e superá-los.

Portanto lhe digo.Deixe a sua ira correr solta.Reclame sim, converse com Deus, fale das suas mágoas e desapontos! Ele escutará o “seu oculto” e saberá as suas intenções.

Acredito que seja muita audácia da nossa parte querer fazer o papel de Deus na atitude de perdoar alguém. Justamente por Ele saber que, como humanos nunca conseguiremos isso, Ele bondosamente, já realizou esse feito por nós.
Para que se preocupar com coisas já resolvidas?

E só mais uma coisa...

Pense bem na palavra PERDÃO...

PERDÃO = uma perda muito grande...

Risível? Espero que tenha rido sim...Perdão, querida amiga, é reconhecer que se sofreu uma perda enorme.O que pode significar um sofrimento intenso ou uma redenção fantástica. Depende do livre arbítrio escolher.


Eu recomendaria a segunda opção:
Reconhecer a perda do orgulho ferido
Reconhecer a incapacidade de perfeição
Reconhecer a perda das ilusões insatisfatórias
Reconhecer a perda das expectativas desnecessárias

Para GANHAR a tranqüilidade de saber na pele e visceralmente, que a vida não é nossa e que nada precisamos fazer que Deus já não tenha feito por nós.

Deixe Deus agir sem a sua intromissão, e aceite as bênçãos maravilhosas que Ele quer e pode lhe ofertar.

Como boa advogada, não faça "justiça” com as próprias mãos. Para isso temos em Deus, o Juiz Maior.
Apenas viva feliz e sem nem pensar no que Deus sabe prover em matéria de juízo.

Apenas delegue a Quem de direito a tarefa, e escolha ser serena no aceitar.
Viva o dia presente que tem nas mãos, pois ele é o melhor momento propiciado por Deus.
É da sua responsabilidade ver ou não essa maravilha...

Um beijo com enorme carinho

Ângela
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 61Exibido 327 vezesFale com o autor