Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55221 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9592)
Crônicas (21295)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135853)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->O Simbolismo das Flores nas Mensagens Amorosas -- 17/06/2003 - 21:59 (Thelma Regina Siqueira Linhares) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O século XXI chegou e já não é novidade... A era da comunicação, da internet, do aqui e agora ligando povos, geográfica e culturalmente tão diversos em um mesmo tempo real, é fato no planeta Terra, embora com graus gritantes de distorções. A imagem, a realidade é expressada nua e crua, sem simbolismos e linguagens figuradas. "Pão pão, beijo beijo". "Preto no branco".

Mas nem sempre foi assim. Num passado cronologicamente não tão distante, o uso da linguagem simbólica das flores era freqüente e mesmo corriqueiro na comunicação dos enamorados, principalmente. Para tal era necessário o conhecimento e interpretação das duas regras básicas relacionadas às cores e perfumes e à significação emblemática das flores. As de tons claros e perfumes suaves significavam sentimentos ternos, piedosos e respeitosos, enquanto as de tonalidades fortes e perfumes penetrantes traduziam emoções mais ardentes. Por exemplo: a alfazema exprimia carinho e respeito e o cravo, amor ardente. Uma rosa vermelha exprimia amor ardente, enquanto um jasmim era entendido por quero ser todo seu.

De acordo com a cor básica, as flores exprimiam sentimentos que variavam de intensidade conforme os tons mais ou menos fortes. Assim, o vermelho, a cor do amor, simbolizava ardor - ardor exaltado ou violento (nas tonalidades fortes) ao ardor moderado e caprichoso (nos tons pálidos). O azul significava ternura – ternura intensa e apaixonada à ternura discreta e confiante. O verde traduzia esperança - esperança secreta à esperança nascente. O amarelo exprimia felicidade – felicidade completa ou alegria intensa à felicidade nova ou alegria terna. O violeta simbolizava dor - dor viva e profunda à dor passada e esquecida. O branco era a cor da inocência e pureza e o preto, cor do luto e tristeza. E, da combinação entre cores, tonalidades, símbolos e a própria flor, as múltiplas mensagens de amor iam sendo enviadas e decifradas pelos enamorados de então.

Abaixo uma relação das flores cultivadas no Brasil e que foram bastante usadas pelos enamorados no século XIX e meados do século XX e agora ilustram o folclórico simbolismo das flores nas mensagens amorosas. Observa-se a seguinte ordem: nome da flor, significação, cor e linguagem simbólica.

Alecrim - coração feliz – azul: sou feliz quando te vejo.
Alfazema - carinho e respeito – azul: amo-vos perfeitamente.

Amor-perfeito - pensamento afetuoso - todas as cores: penso em vós.

Crisântemo - amor findo – rosa: não tenho novo amor – branco: não me compreendeis. azul: acreditei um instante em vós.

Azálea - prazer de amar – branca: feliz por saber ser amado.

Begônia - cordialidade - rosa ou branca: amizade cordial.

Boa-noite - discrição - várias cores: a prudência se impõe.

Cravo - ardor – branco: a minha amizade é viva – vermelho: amo-vos com ardor.

Cravinas - admiração - todas as cores: sou vosso escravo.

Crista-de-galo - impaciência – vermelho: diz-me o que pensas.

Dália - reconhecimento – vermelha: o vosso amor é minha felicidade. – amarela: o meu coração transborda de amor.

Erva-cidreira - energia – branca: tenho pena de fazer sofrer o meu amor.

Girassol - fascinação – amarelo: só a vós vejo.

Hortelã - memória – branca: guardo recordações e tenho esperanças.

Hortênsia - capricho – azul: desgostam-me teus caprichos.

Lírio - coração terno – branco: amo-vos ternamente. – matizado: amo-vos com felicidade.

Lírio-branco - pureza – branco: são puros os meus sentimentos.

Maravilha - tristeza - branca ou rosa: longe de vós entristeço.

Margarida - aspiração – branca: os meus pensamentos e o meu amor são vossos.

Miosótis - fiel recordação – azul: não vos esqueças de mim.

Narciso - egoísmo - vaidade – branco: não tendes coração.

Orquídea - ardor – branca: amor puro. – rajada: amor ambicioso.

Papoula - fraco ardor – vermelha: antes de tudo amemos.

Perpétua - eterna saudade - várias cores: dor que não se extingüe.

Rosa - amor – branca: amor triste. – rosa: juramento de amor. – vermelha: amor ardente.

Rosa silvestre - felicidade efêmera - branca ou rosa: os dias felizes passam depressa.

Sensitiva - extrema sensibilidade – cinzenta: um nada me desgosta.

Trevo - incerteza – rosa: muito gostaria de saber.

Tulipa - declaração - todas as cores: declaração de amor.

Urtiga - crueldade - branca amarelada: desgosta-me a vossa crueldade.

Violeta - amor oculto – violeta: que ninguém saiba de nosso amor.

Esta linguagem simbólica das flores é hoje, principalmente, uma lembrança do passado, guardado na memória de alguns. Testemunho de uma época, de um tempo em que, para se marcar um encontro, por exemplo, mandava-se um buquê tendo ao centro um gladíolo - flor que significava entrevista. O número de flores correspondia à hora marcada... É o tempo passou: já não se oferta flor como antigamente.


Referência bibliográfica

GRAVE, J.; COELHO NETO. Flores (linguagem das). In: Lello & Irmãos Editores. Lello Universal em 4 volumes - Novo Dicionário Luso-brasileiro. 1ª ed.. Porto,Lello & Irmãos 1°. v.2, p. 1055-1058.


Colaboração da autora para a Jangada Brasil (www.jangadabrasil.com.br)

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui