Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
88 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55568 )
Cartas ( 21086)
Contos (12206)
Cordel (9647)
Crônicas (21420)
Discursos (3115)
Ensaios - (9923)
Erótico (13155)
Frases (40544)
Humor (17583)
Infantil (3581)
Infanto Juvenil (2319)
Letras de Música (5429)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136168)
Redação (2882)
Roteiro de Filme ou Novela (1041)
Teses / Monologos (2376)
Textos Jurídicos (1910)
Textos Religiosos/Sermões (4275)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->FINGINDO... (Soneto) -- 04/06/2008 - 13:17 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131005780966644100

FINGINDO... (Soneto)

Finjo que não te vejo, finjo não te amar
Fingindo levo a vida, tentando me enganar
P’ra saciar minha sede, meu desejo, de querer
Eu morro à mingua de sede, sem tua água beber

Fingindo, fujo à verdade, e ao amor que te dedico
Dissimulo, aparentando não querer ao que abdico
E de tanto fingir chego a pensar que te esqueci
No letargo sonho que sem ti, nesta vida vivi

Como é triste fingir, quando se finge até de si
Mas o mais triste é conter o desejado querer
Que a vida inteira cobiça o amor que está em ti

Se a inocência predomina no fingimento do amor
É qual poesia sem rima, triste forma de viver
Fingindo, engano a vida, qual roseira sem flor.


São Paulo, 31/05/2008
Armando A. C. Garcia

 

Visite meu blog: http://brisadapoesia.blogspot.com 

 

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br
 

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui