Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54939 )
Cartas ( 21059)
Contos (12120)
Cordel (9541)
Crônicas (21128)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39893)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5413)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135641)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->TRISTE ESPERANÇA ! (Soneto) -- 10/06/2008 - 10:36 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131005781086306800

TRISTE ESPERANÇA !


Na praia, a onda quebra na areia mansa
Arrastando com ela pequeninos grãos
Apagando tuas pegadas, e a lembrança
Onde caminhamos entrelaçando as mãos

A areia volta e revolta, tu, jamais...
Fico imaginando ver-te a meu lado
O marulho das ondas, sufoca meus ais
A noite avança em seu curso talhado

Se ver-te era esperança, perverso pecado
O céu rutilado, cravejado de estrelas
Parece mandar-me um triste recado

O último adeus, nas estrelas gravado
Eu, perdido, abalado, quais caravelas
Nas ondas bravias do mar agitado

São Paulo, 10/06/2008
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

 

Declamei este Soneto no auditório Prestes Maia,
da Câmara Municipal de São Paulo, no dia 12/06/2008,
na Consagração da União do Movimento Poético em São
Paulo da Casa do Poeta - Ao Movimento Poético Macional,
bem como o Soneto - Passe ao Lado

Visite meu blog: http://brisadapoesia.blogspot.com 

 

 

 

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 1368 vezesFale com o autor