Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
78 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55216 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9588)
Crônicas (21289)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40118)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135847)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->PASSE AO LADO (Soneto) -- 13/06/2008 - 12:34 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:131005780889150300

PASSE AO LADO


Caminhava lentamente cabisbaixo
Pensando ser o maior desventurado
Quando ouço um murmúrio muito baixo
Dizendo: não me pise, passe ao lado

Olhei aquela criatura, se arrastava
Sem pés, sem mãos, era toda deformada
Todavia, sua fisionomia não mostrava
Sofrimento, em sua face iluminada

Voltei a repensar meu comportamento
- Rendi graças ao imortal criador
E, a partir daquela hora, daquele momento

Vi que não era da vida um enjeitado
Porque olhando para trás, sempre há pior
Por mais que o coração pareça magoado !

São Paulo, 18/05/2008
Armando A. C. Garcia
E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Declamei este Soneto no auditório Prestes Maia, da Câmara Municipal de São Paulo, no dia 12/06/2008, na Consagração Da União do Movimento Poético em São Paulo da Casa Do Poeta - Ao Movimento Poético Nacional, bem como o Soneto -Triste Esperança !.

Visite meu blog: http://brisadapoesia.blogspot.com 

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 1317 vezesFale com o autor