Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56012 )
Cartas ( 21109)
Contos (12422)
Cordel (9783)
Crônicas (21647)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13188)
Frases (41098)
Humor (17622)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2324)
Letras de Música (5441)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136581)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4451)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->AUTORRETRATO DE UM HOMEM MAGOADO... SOFRIDO... E SÓ. -- 24/03/2010 - 09:47 (Marcelo Guido) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Nasci ao 29 de Março do ano de 1977, às 6 e meia, em Camanducaia, uma importante cidade do sul de Minas (A Vila Monte Verde, aquele lugar gelado, faz parte de minha terra natal).

Oscilei minha vida entre Guarulhos/SP e Camanducaia/MG.

Entre ser o homem aventureiro que meu DNA almejava e ser o gênio como gerações da família OLIVEIRA...

Um fardo, algo sádico... No começo, odiava tudo aquilo.. Depois passei a amar e me sagrei 3 vezes campeão do mundo...

Não nasci dotado de uma beleza física que me destacasse.

Por outro lado, outros dons afloraram, muito embora não compensem a falta de um atrativo superficial que tanto encante as mulheres...

Não por acaso, raras mulheres tiveram compromissos sólidos comigo...

Não tive amor de mãe. Inclusive por 3 vezes, ela atentou contra minha vida (quando bebê e depois como menino) e minha tia (irmã dela) que me salvou todas as vezes.

Cresci, enfim, já com traumas...

Em 1998, depois de muitas farras e lances casuais, conheci uma crente, Patrícia, que revolucionou minha vida...

Mas a família dela, por preconceitos de ordem religiosa (o pai) e racial (a mãe), não permitiram o avanço disso...

Fiquei destroçado...

De julho/98 a fevereiro de 2001, estava naquela fase absurda de farra, gandaias, mulheres...

Até um filho num lance casual acabei tendo: o João Pedro, que em julho/2010 completa 10 anos.

Enfim tudo superficial e proporcionado muito mais pelo fato de eu ser o maior competidor cultural de todos os tempos no Circuito Cultural do Lírio de Madrid (pertencente ao meu amigo/"pai segundo" Aluísio H. Sanches).

Mas já querendo "sossegar o facho", conheço Kely em março/01 e com ela, pouco mais de 6 meses depois "me caso". Rápido não?

Vim pra Itapeva/MG, abri mão de confortos familiares e quis ser "maduro/independente" vivendo com as responsabilidades de um cara maduro... Com ônus e bônus...

Meu pai falece aos 14/02/2004.

Em 2005, depois do mundial cultural no Uruguai (onde ganhei o título de MESTRE), deixo o CCLM e passo a pensar somente em trabalho e família...

Em setembro/05, Kely me conta sobre sua gravidez e em 04/04/2006 nasce Leon Guido, esse sim muito desejado e amado por mim...

Mas as coisas no casamento não vinham bem.

Brigas toscas, ciumes da parte dela, pouca entrega e tudo foi minando até que..

Em 25/06/2007 eu conheci Grasielly Machado no site RECANTO DAS LETRAS.

Ela, na época namorava um cara chamado Otávio. Eu ainda casado... Mas foi amor imediato... Virtual, MAS BEM REAL.

Saio de casa em 10/07/07.

Um mês depois, Grasi deixa o namoro.

Começa uma coisa gostosa virtual e ficava agendado pro feriado de 7 de setembro pra que eu fosse lá em SC conhecê-la...

Seria o supra-sumo de minha vida...

Mas minha mãe, ALCOÓLATRA , fica mal e eu fui acudi-la...

Grasi disse entender... Contudo, alegando carência, me trai duas vezes...

Ela me conta, eu perdoo e finalmente no dia 28/09/2007, a gente se conhece de fato...

Começava ali um namoro...

Só que tinha a família dela... Se com Patrícia o problema foi PROTESTANTE, com Grasi a confusão foi CATÓLICA.

Todos sabem a fama de preconceituosos das pessoas do sul do Brasil... Eu não acreditei, mas senti na pele...

Voltei ao sul em 15/11/2007, no reveillón de 2007/08 e em 15/02/2008... Em duas dessas vezes fui à casa dos pais dela...

A mãe me tratava indiferente... O pai, de um jeito melhor... E a tia, capitalista, me recebeu como cachorro na primeira vez e depois me proibiu de frequentar a casa dela...

Como não sou surreal, sabia q pra viver o amor, teria que me mudar pra lá. Aceitei toda sorte de sacrificios. Vi trampo, casa... Tudo... Mas queria que Grasi comigo morasse... E não aceitou por imposição familiar...

Eu estive com uma mulher (a Grasielly láaaaaaaaaaaaa em SC) em 15 de fevereiro do já longínquo ano de 2008... Complicadinho não é?

Depois disso, brigas virtuais e eu acabei desistindo de ir morar lá... O que gerou a briga e o rompimento definitivo bem no dia do meu aniversário de 31 anos...

Tentei recuperar o amor... Lutei muito...

Mas ela começou a ficar com alguns caras... No fim de 2008, começou a namorar uma pessoa de SC.(Diogo) e passou a me maltratar.

Poetas do site Recanto das Letras como Gely, Tino Neto, Wagner Andreatta, Mariah Bonitah, Camomilla Hassan, Angélica Grabriel (NOUR) passaram a apoiar o namoro dela e se puseram contra mim.

Eles queriam que eu parasse de lamentar, de amar Grasi... Sugeriam até que eu me virasse, que namorasse prostitutas...

Numa manobra safada, Diogo consegue minha expulsão do site Recanto das Letras em abril de 2009.

Mudo, pois, pro site USINA DAS LETRAS, mesmo não gostando do layout do site e achando seus recursos limitados no que tange à integração entre escritores e leitores...

Prossegui lutando por Grasi, em vão, por todo 2009...

Ela se mudou de Canoinhas, prosseguiu com Diogo e nem quis saber do estrago que causou...

Cansado de sofrer, desisti... Joguei a toalha...

Conheci uma pessoa em 2010... Uma adorável já mulher (30 anos) de Americana/SP, uma cidade próxima daqui...

Ela leu um texto erótico na Usina, depois foi lendo poesias e me adicionou no orkut...

De lá pra cá, seduções, msn, webcam, juras e promessas... Tudo em meio à sinceridade de algo complicado da parte dela... Um envolvimento proibido (pra ela).

Mas tinha só um probleminha: ela tem namorado há 7 anos e não teve "coragem" pra deixá-lo...

Diz q o cara vive zilhões de problemas e que seria "sacanagem" dexá-lo...

Resumo da ópera: a única chance CONCRETA que eu tive de RECOMEÇAR minha vida, foi pro ralo... Como eu mesmo pressentia, sentindo-se cobrada, ela me deu o fora pra "resolver a vida"...

Segunda é meu aniversário de 33 anos... E também fará 2 anos que acabou o "namoro" (de 6 meses) com a Grasielly...

Imaginem!

Não terei chances de apagar essa dor de novo... Pois havámos feito planos pra este 29/03/2010... Mas deu tudo pra trás...

Dá pra olhar ao redor e ser feliz pq o sol brilha (pros outros), pq a natureza está aí, pq pessoas que eu conheço está com saúde???

Desculpe, mas não dá pra eu ser eternamente altruísta...

E estou com muita dor...
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui