Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
33 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56823 )
Cartas ( 21161)
Contos (12583)
Cordel (10010)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8953)
Erótico (13387)
Frases (43338)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138023)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4764)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A CAMINHO DO BIPARTIDARISMO -- 12/02/2006 - 17:15 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A CAMINHO DO BIPARTIDARISMO


As eleições presidenciais desse ano podem confirmar um processo que já anda em curso desde as eleições de 1998 -- o bipartidarismo. – Aliás, é um processo que se acentua a cada pleito.

Essa polarização entre o PT e PSDB não é um fenômeno só brasileiro. Em vários países do mundo, principalmente onde a democracia está mais consolidada, isso já ocorre a bastante tempo. Para alguns, isso dá a impressão de falta de alternativas, uma vez que se fica limitado entre duas opções quase sempre parecidas; no entanto, é justamente esse afunilamento que fortalece a democracia. Porque democracia não é o número de candidatos capazes de vencer uma eleição, mas sim partidos fortes capazes de governar com ampla maioria.

Falta ainda ao Brasil uma reforma política para consolidar de fato essa tendência nas urnas. Pois só assim os partidos que saem das urnas fortalecidos não se enfraqueçam ao longo do tempo, com o troca-troca de partido devido ao fisiologismo, aos interesses escusos fazendo dos partidos políticos meras legendas de aluguel. Porque democracia – aliás como já afirmei várias vexes aqui mesmo na Usina de Letras -- não é a liberdade onde todos podem fazer o que querem, mas sim o dever de não fazê-lo de forma a não prejudicar o outro. Assim também deve comportar o eleito que faz uso do seu cargo: não deve usá-lo em detrimento daqueles que o elegeu.

Não sou contra o pluripartidarismo; mas não se se fortalecerem os partidos, continuaremos a conviver com o mensalão ainda por muito tempo independentemente de qual partido esteja no poder. Por isso uma polarização ente o PT e PSDB nas eleições desse ano só não é bem vinda como também essencial para a consolidação da democracia no Brasil, como para por a moralização do poder público. Aliás, é pouco provável o surgimento de uma terceira via capaz de ameaçar a polarização entre os dois partidos que se alternam no poder desde a década de 90.





LEIA OUTROS ARTIGOS DO MESMO AUTOR:

REFORMA POLÍTICA JÁ

OS DISTÚRBIOS NA FRANÇA

PLEBISCITO PARA QUÊ?

PARA QUANDO COLHERES UMA ROSA

O BRASIL ESTÁ MUDANDO?

A DEBANDADA DA USINA

NÃO VOU FICAR CALADO

OS 300 PICARETAS

O FIM DO GOVERNO LULA

USINA DE QUÊ?

PROPOSTAS PARA O FIM DA CORRUPÇÃO

LITERATURA E PORNOGRAFIA

E AGORA PT?

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui