Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
78 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54416 )
Cartas ( 21031)
Contos (12033)
Cordel (9350)
Crônicas (20802)
Discursos (3098)
Ensaios - (9870)
Erótico (13087)
Frases (39458)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135005)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4090)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infanto_Juvenil-->Infância e meninice -- 10/01/2017 - 21:27 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos



Galinha d’água! Que d’água é? 
Cozida ou assada? Do jeito que vier!
                         
 
O vento de ontem,  enchia o coração do vaqueiro com lembranças da  infância  e meninice: as noites de lua cheia no alpendre da fazenda e as brincadeiras de galinha d’água, nas enchentes do Saracura. 
João Velho atirava uma pedra no meio do rio e os meninos mergulhavam feito martim-pescador e traziam a pedra de volta, nadando com uma mão só. As meninas se banhavam vestidas noutro ponto,  retirado dali. Mas na hora de voltar pra casa. Todo mundo composto, o reencontro dos gêneros dava-se no caminho, com muita algazarra e respeito. Elas sinalizavam a  partida, no tom da conversa em voz alta,  quando se preparavam para ir embora.




**

Adalberto Lima, trecho de Estrada sem fim...


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 0Exibido 137 vezesFale com o autor