Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55060 )
Cartas ( 21063)
Contos (12134)
Cordel (9568)
Crônicas (21229)
Discursos (3108)
Ensaios - (9913)
Erótico (13135)
Frases (39988)
Humor (17551)
Infantil (3562)
Infanto Juvenil (2309)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135730)
Redação (2875)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4205)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Teses_Monologos-->Meu descendente. -- 02/10/2014 - 23:28 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=17082&cat=Cr%F4nicas&vinda=S
Penso em escrever o que eu gostaria de dizer a alguém, enquanto descasco maçã. Com descascador retiro a pele, com faca suas manchas. Fatias bem fininhas me revelam o que vem por baixo, cautela boa. Sei lá se tem bichinho? Como todas que não o contenha. Com o talo na mão corro, escrevo e divulgo o que pensei em escrever. Só que agora já esqueci.
Mas tenho alguma retentiva ainda. Retive que Gibran Khalil Gibran escreveu “Vossos filhos não são vossos filhos...”. É, a gente pode até cloná-los, mas... Aí pensei em responder suas perguntas com um “Meu descendente...” de início.
Posso recomendar a minha neta sobre o que comer, com este início, em lugar de “Minha neta...” . Então, eu completaria o que pensei: “Minha descendente, alguém lhe ensinou a dizer não, mas a certas coisas você pode dizer sim, principalmente ao que lhe ofereço, desde que o alimento não contenha glutenina. Pois esta é que lhe faz mal ao coração e lhe distende o abdômen.”
Posso responder a perguntas de qualquer pessoa do mesmo modo. A pessoa poderá me retrucar e dizer que não é meu descendente, com raiva como já aconteceu quando comecei com “Meu filho...”. Então, me ocorre em retrucar o retruque com uma saída pela esquerda, já que sou de Leão, dizendo:”Não lhe chamei de meu descendente. Disse apenas “Meu desce em dente”, ou seja, você é difícil de engolir, e não quer deglutir o que lhe digo. Prefiro a maçã.





Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui