Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
75 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54414 )
Cartas ( 21031)
Contos (12033)
Cordel (9350)
Crônicas (20802)
Discursos (3098)
Ensaios - (9869)
Erótico (13087)
Frases (39455)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135002)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->A ERA DA INCERTEZA -- 11/10/2013 - 16:58 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Vivemos uma época de incertezas, onde as pessoas perderam completamente o controle de tudo a sua volta. Tem-se a impressão de que o homem se alienou de tal forma que nem mesmo o velho Marx foi capaz de imaginar. Se durante o século IXX, a alienação passou do processo de fabricação da mercadoria para outros ramos de atividade econômica, no século XX, chegou à cultura e à religião. E agora no século XXI chegou ao ponto em que a alienação nos levou a perder a crença em tudo e todos. O velho deus morreu, os velhos ideais viraram pó e o futuro virou um ponto de interrogação. Nem mesmo as leis e a justiça escaparam da nossa indiferença e se tornaram hoje motivo de descrença. A ciência avançou muito nas últimas décadas, mas em vez de respostas, ela só derrubou as velhas convicções, nas quais a humanidade procurava se sustentar, e em seu lugar, em vez de plantar novas certezas, plantou apenas incertezas. Assim, o homem tornou-se desconfiado, tão mais talvez que nossos primeiros ancestrais, e hoje desconfiamos de tudo e de todos. Cada um de nós passou a desconfiar de si próprio, pois descobrimos que em nós habitam muitos "eus" os quais estão constantemente em conflito. A tecnologia nos tornou tão dependentes dela que a máquina está se tornando mais importante que o homem. Os novos lançamentos de aparelhos eletrônicos provocam euforia e corrida às lojas como jamais se viu, dando a impressão de tratar-se de um novo deus, de um novo salvador. É meus amigos, vivemos uma época ímpar embora prevista por homens tão distintos quanto Marx e Nietzsche. Talvez tenhamos ultrapassado a Era conhecida até então como Contemporânea e entrado numa nova chamada de Era da Incerteza. Talvez estejamos caminhando para um abismo, um abismo construído por nós mesmos, os homens.


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO RECANTO DAS LETRAS
NO FACEBOOK
TWITTER
NO MEU BLOG



SE VOCÊ GOSTOU DESSE TEXTO, LEIA TAMBÉM:
DICOTOMIA
SONHO TERRÍVEL
O REINO DA BELEZA É MAIS VASTO
A VIDA É ISSO...
VIDA ABUNDANTE
SOU UM SONHADOR
PALAVRAS VAZIAS
POR QUE ESCREVO
NESSES TEMPOS DE INDIFERENÇA
MENTIRAS VERDADEIRAS
O PRAZER DA BUSCA
UMA BUSCA INUTIL
CURTAS MENTES
NEM QUE EU FOSSE...
O ÚLTIMO REPOUSO
QUANDO SE ESTÁ AMANDO

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui