Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
94 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54951 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9548)
Crônicas (21143)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39911)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135664)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4197)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->EPÁ! ALTO LÁ! -- 22/11/2013 - 16:04 (Ana Zélia da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
EPÁ! ALTO LÁ!
VELHINHO SERÁ VOCÊ SE NÃO SE CUIDAR.
Ana Zélia

Oi! Jovens a caminho dos cem, duzentos anos...
Bengala? Só para espantar assaltantes.
Cadeira de palhinha? Nem pra vovozinha.

Levantai-vos jovens em ação.
Deixem de lado a velha cadeira de embalo onde éramos obrigados a ficar à espera da morte.
Deixem de lado a bengala que nos apoiavam na caminhada.
Nada de ficar em casa tomando conta de netos, ouvindo o resmungar de noras,
genros, filhos...
Nosso caminhar hoje é diferente, somos livres, temos uma estrada bonita na vida.
Estamos de pé, felizes, a UNATI (Universidade Aberta da Terceira Idade)
nos chamam para viver a vida.
Dança, teatro, musicoterapia, coral, tem tanta coisa vamos aproveitar.
Nos centros de Convivência, são tantos, profissionais nos ensinam Natação, Hidroginástica,
fuxico, arte popular, opções é que não faltam.
Aqui temos amigos, somos atores de um mesmo ato, de uma mesma peça, em tantos palcos.
Somos cantores, cantoras, atrizes, atores, estamos conectados com o mundo.
Falamos vários idiomas, estamos vivos sem tempo de pensar na morte.
O foco é a diversão, o convívio, as amizades,
amigos eternos que encontramos.
Pensamos na diversão que é viver acolhidos, amados,
Incentivados a não temer as alturas, pra baixo só a preguiça que se
perdeu no caminho.
Vivamos a vida, somos jovens a caminho dos cem, duzentos ou
Eternamente jovens.

Manaus, 01 de abril de 2013.
Nota da autora- Posso fazer deste trabalho uma peça de teatro,
onde cada personagem dará seu recado,
mostrando a alegria que contagia neste espaço,
nas horas em que estamos juntos. Ana Zélia




Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 227 vezesFale com o autor