Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
36 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55351 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21341)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40262)
Humor (17570)
Infantil (3577)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135962)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1036)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4240)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Discursos-->AUTORRETRATO -- 02/10/2016 - 12:37 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Não temo o futuro, já que ele não se importa comigo.
Por isso não conheço o medo e nada me aterroriza
Também não tenho receio de dizer o que penso,
De confessar o que sinto, por mais estranho que possa ser.
Na verdade, habita em mim uma multidão de “eus”
Tão diferentes e distintos que são, às vezes, antagônicos.
Mas são eles quem me fazem ser o que sou:
Tão diverso quanto os mundos que jaz no universo;
Cada um com seus impulsos e movimentos próprios

Não sou violento e odeio a brutalidade
-- Ambas são para os fracos e limitados
E talvez por isso andem tão em voga nesses tempos. --
Na verdade, as palavras são minhas armas
E as únicas que de fato eu sei usar.
E elas fluem em mim como as águas de um oceano,
As quais nunca findam e nem param de fluir,
Sempre em ondas sucessivas,
Trazendo à praia um mundo de ideias e sensações
Que às vezes eu consigo por no papel,
Se nesse ínterim a próxima onda não as arrastar de volta,
Deixando outras novas em seu lugar.
Outras porém se perdem.
Pois nossas ideias e sensações,
Sendo um fluxo e refluxo constante,
São instáveis e se perdem muito rápido.

A verdade para mim é só um ponto vista,
Uma vez que esta, como a opinião,
Cada um tem a sua, a que melhor lhe convém
E a qual normalmente se julga ser melhor do que a do outro
Ah, quão prepotente somos nós, seres humanos!
E o pior: nem nos damos conta disso.
Por isso prefiro plantar a dúvida
E colher a incerteza, o talvez, o pode ser, o quem sabe
Assim não me torno escravo de certezas absolutas
E nem me vejo atado aos dogmas, sejam quais forem;
Pois todas as vezes que nos agarramos a algo
-- e a maioria de nós o faz involuntariamente --
Sacrificamos o único e mais valioso bem,
O qual é dado a todos os seres,
Independentemente de raça, credo e nível social,
Embora poucos saibam de fato aproveitá-la:
A VIDA


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO RECANTO DAS LETRAS
NO FACEBOOK
TWITTER
NO MEU BLOG



SE VOCÊ GOSTOU DESSE TEXTO, LEIA TAMBÉM:
O POVO QUE SE DANE!
QUANDO O MAL TEM ALGO DE BOM
CH, POBRES MORTAIS!
CHAGA DOLOROSA
O MEU FILOSOFAR
QUANDO PENSO NO AMANHÃ
MENTIRAS QUE SE CONTAM POR AÍ
OS SENTIMENTOS QUE EU TENHO
A ERA DA INCERTEZA
DICOTOMIA
SONHO TERRÍVEL
O REINO DA BELEZA É MAIS VASTO
A VIDA É ISSO...
VIDA ABUNDANTE
SOU UM SONHADOR
PALAVRAS VAZIAS
POR QUE ESCREVO
NESSES TEMPOS DE INDIFERENÇA
MENTIRAS VERDADEIRAS
O PRAZER DA BUSCA
UMA BUSCA INUTIL

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 266Exibido 516 vezesFale com o autor