Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
88 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55354 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21341)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40262)
Humor (17570)
Infantil (3577)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135962)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1036)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4240)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Casa Grande -- 07/07/2002 - 23:07 (Adrião Neto) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Casa Grande

(Adrião Neto)

Casa grande
testemunha ocular
de uma época de prosperidade
por que teimas
em resistir ao fio da navalha
do tempo inconseqüente
que se encarregou
em diluir sonhos
e ceifar ilusões?

Por que teimas
em resistir ao tempo irreverente
que se incumbiu de
ampliar conseqüências
e reduzir possibilidades?

Por que teimas
em desafiar o tempo imprudente
que se encarregou de
traçar destinos
e de ofuscar a tua paisagem?

Casa grande
templo sagrado de minha infância!
Velha amiga dos tempos idos
oh quantas lembranças?!...

Tu que antes
presenciaste meu avô
ditar ordens ao seu povo
agora contemplas apenas
duendes vagando no além.

Tu que antes
entre tantas outras coisas
viste os vaqueiros
arrebanharem o gado
agora vislumbras apenas
fantasmas encourados
(com gibões e perneiras)
cavalgando em caveiras
de cavalos alados
a campear os bois encantados
das lendas que
mãe preta costuma contar.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui