Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56920 )
Cartas ( 21164)
Contos (12585)
Cordel (10041)
Crônicas (22162)
Discursos (3133)
Ensaios - (8973)
Erótico (13389)
Frases (43445)
Humor (18412)
Infantil (3757)
Infanto Juvenil (2645)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138081)
Redação (2919)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2399)
Textos Jurídicos (1924)
Textos Religiosos/Sermões (4809)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AMORAR PARA AMAR -- 16/07/2002 - 12:43 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


AMORAR PARA AMAR



Jan Muá

15 de julho de 2002







Eu sei que o amor é um mundo colorido

Onde se trocam abraços, beijos e sonhos

E se visionam fantasias e cores em doação única



Eu sei que é no amor que se acendem os olhos

E se eriça a pele

E se constrói o grande mundo da afeição



Eu sei que quando te beijo e te coloco no colo

Tua alegria explode num abraço profundo e sonhado

E logo-logo te soltas e entras em meu batel

até ao alto mar



Eu sei que tua fantasia é a de me levar a sentir

a maré do sonho

Em cima das ondas vigiadas pela lua a meia luz

Para me beijares espontânea e sôfregamente

sem abajur e sem biombos

Longe das curiosidades alheias e sem os barulhos da vizinhança!



Eu sei que no aconchego da ondulação do mar

Teremos mais condições de escutar a música

do sonho

Na ternura dos corpos inquietos

E no balanço natural das marés soltas



Eu sei que na latitude dos mares

Adivinharei o amor e a doçura do ritmo

de teus versos

Por entre escondidas saudades

e rumorejantes canções e beijos

Na mistura das tranqüilidades que de mim gostas

de colher



Agora eu sei que estando em meus braços poderei ouvir mais nitidamente tuas canções de amor à vida

E te cobrir dos beijos que te enternecem

E dos carinhos que te acalmam.





Jan Muá

15 de julho de 2002













Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 679 vezesFale com o autor