Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
96 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55221 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9592)
Crônicas (21295)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135853)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O TEU CAMINHO -- 29/07/2002 - 17:15 (Ricardo Barreto Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O TEU CAMINHO

Oh, tu que vagas em busca
De um porto seguro para ancorar o teu barco.
Oh, tu que enfrentastes tantas
Tempestades em alto-mar.
Tu que conhecestes tanta dor, tantos dissabores.
Tu que tens tanto medo da vida.
Vem reclinar a cabeça dolorida neste ombro amigo.
Vem repousar este corpo cansado
Nesses braços protetores.
Entrega teu coração a estas mãos
Calejadas pelo tempo.
Deixa minha alma encontrar a tua alma.
Deixa meu corpo saciar a sede do teu corpo.
Não blasfemes contra as peças
Que o destino te pregou.
Levanta a cabeça
E encara o futuro com coragem.
Tu és jovem,
Tens toda uma existência pela frente,
Ao contrário de mim,
Que já estou no fim do caminho.
Conta para mim todos os segredos do teu coração.
Derrama este mar de lágrimas
Que vejo nos teus olhos.
Serei teu amigo, amante, companheiro.
Procurarei compreender
Todas as tuas angústias,
Porque já passei por tudo isto também.
Deixa-me alisar os teus cabelos
Maltratados pelo vento.
Deixa-me acariciar a tua pele
Queimada pelo sol.
Deixa-me beijar os teus lábios
Que há muito desaprenderam a sorrir.
Deixa-me sugar os teus seios
Que são duas fontes de prazer inesgotáveis.
Deixa-me penetrar no teu corpo
Que é um abismo onde eu quero me perder,
Para que encontres o teu caminho.

Recife, 19 de outubro de 1992.
P/ Marilene.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui