Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
60 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56432 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9959)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8873)
Erótico (13328)
Frases (42867)
Humor (18225)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137727)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ORAÇÃO DA TARDE -- 25/06/2000 - 18:18 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos










ORAÇÃO DA TARDE









Chegaste Maria

Na hora das minhas Trindades

Quando rezava o teu amor



Os sinos tocavam dlão-dlão-badalão

O tom da minha oração

No ritmo do sangue com fervor



No dlão-dlão-badalão das Trindades

Percebia que tua eras

A voz dos sinos que eu ouvia.









Jan Muá









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 723 vezesFale com o autor