Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
29 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56454 )
Cartas ( 21157)
Contos (12576)
Cordel (9978)
Crônicas (22088)
Discursos (3130)
Ensaios - (8877)
Erótico (13329)
Frases (42886)
Humor (18233)
Infantil (3705)
Infanto Juvenil (2521)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137744)
Redação (2907)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4620)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->NAUTILUS -- 28/06/2000 - 09:33 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos








NAUTILUS









Isto é um planeta

Deslizando no espaço

Mas horizonte não há



Agora

Depois

Sempre a névoa



Não há telhados

Não há céu

Não há bichos

Não há choro



É noite fechada

Sem apelo



Sou o piloto da bruma

Minha nave para onde irá?



As cidades estão adormecidas

A vida calada

Dormindo



No espaço todo

Só uma luz vermelha

Piscando

No possível terraço

De um possível prédio



Desenho animado

Para me dizer

Que eu a noite

Não somos uma coisa só.









Jan Muá

Goiânia, 19 de novembro de 1987
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 651 vezesFale com o autor