Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
70 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54948 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9546)
Crônicas (21135)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39903)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135661)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4196)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Jurídicos-->PROFISSÕES ! ... -- 12/09/2009 - 11:16 (Armando A. C. Garcia) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

PROFISSÕES ! ...

Uns ganham a vida a cantar
Outros seu corpo exibindo
Alguns a bola a jogar
Muitos na droga caindo

No teatro e no cinema
Tem gente ganhando a vida
Cada existência é um tema
Na tela reproduzida

Uns ganham a vida a pregar
Outros na advocacia
Uns fazem da vida seu lar
Outros, mundo de fantasia

Mas tu, que semeias a terra
Tens a mais Divina missão
Quer no prado, quer na serra
Lutas p’ra nos dar o pão

É de toda profissão
A que tem mais dignidade
Pois só tu tens o condão
De sustentar a humanidade

Nossas vidas são novelas
E cada qual tem a sua
Uns contando as estrelas,
Outros as pedras da rua

Tem gente, matando gente
E outra dando-lhe a cura
E o que é mais comovente
Uns dando-lhe sepultura

Ao púlpito gente subindo
Dizendo pregar a Fé
Na verdade está mentido
Cobrando pelo que lê

Tem gente ganhando a vida
No voto do eleitor
Outros, em contrapartida
Na palavra do Senhor

Tem gente descomedida
Comendo sem trabalhar
Pensando enganar a vida
Enganam-se em seu lugar

Tem gente varrendo rua
Outra nos céus a voar
Gente consultando a lua
P’ra saber sobre seu par

Tem gente fazendo guerra
Como a tem fazendo a paz
Uns lutam por sua terra
Outros, por vida mordaz

Uns p’ra sucumbir miséria
Fazer gente evoluir.
Para uns a luta é séria
Para outros suvenir

Sem luz, na ignorância
Ao amor Universal
Déspotas que na petulância
Não distinguem o bem do mal

Dentre todas profissões
Que o mundo imenso congrega
A mais vil e sem distinções
É a que pelo metal se prega

São Paulo, 12/09/2009
Armando A. C. Garcia

Visite meu blog: http://brisadapoesia.blogspot.com 

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 12Exibido 738 vezesFale com o autor