Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
81 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55338 )
Cartas ( 21071)
Contos (12177)
Cordel (9607)
Crônicas (21336)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13147)
Frases (40248)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5419)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135954)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4239)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Frases-->PARABÉNS. -- 07/07/2011 - 16:38 (Ana Zélia da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

PARABÉNS.
Ana Zélia

Cada vez que aumentamos de idade, crescemos um pouco com as
experiências, podemos sorrir sofrendo, podemos sofrer sorrindo.

Podemos odiar quem nos quer bem, podemos amar quem nos odeia.
Simples compaixão de uma pobre velha ou de uma jovem que
caminha para a eternidade.

O tempo é covarde e mau, passa rápido e nos deixa marcas.
Nesta tua data máxima, mesmo ferida pelas interferências contidas e
sofridas porque sempre quis o seu bem, de sua mãe e de todos ao final, sofro pelo silêncio das almas perdidas que se foram
quando me viram sofrer.

Hoje, sou mais fria que antigamente, mas ainda existe o carinho
pela sobrinha guerreira que enfrenta a vida com galhardia e vence e vencerá sempre.
Mesmo que o ódio existente nas almas e mentes de sua mãe e de você em relação a mim.
Esqueçam apenas o mal que devo ter feito a vocês, mas lembrem-se do bem
que continuo desejando.
Que Deus abençoe e proteja e que mil vitórias ou incontáveis sejam
todas as glórias que deverão vencer.
Parabéns e desculpa ser poeta e merecer desprezo.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Manaus, 07 de julho de 2011. Ana Zélia

Nota da autora- Isto é um desabafo, fiz tanto por tão pouco e hoje sinto que a ingratidão é mais forte nas pessoas que se medem e se acham superiores.
Acham que a qualquer tempo podem vir a pisar e destruir almas e corações.
Fui advogada de duas que hoje se postam como inimigas ferrenhas.

Não lhes devo nada, às vezes palavras ao vento pensando fazer o bem.
Mas não há nada que o tempo não cure. Ana Zélia

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 23Exibido 404 vezesFale com o autor