Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
82 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54403 )
Cartas ( 21031)
Contos (12030)
Cordel (9350)
Crônicas (20779)
Discursos (3097)
Ensaios - (9868)
Erótico (13087)
Frases (39449)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (134975)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->O NASCIMENTO DA TRAGÉDIA (NIETZSCHE) -- 16/05/2013 - 21:58 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Nascimento da Tragédia não é só a primeira obra publicada por Nietzsche, mas é também onde o jovem Nietzsche começa a expor aquilo que seria a base de toda a sua filosofia e o que seria nas obras posteriores aprofundado. Assim o leitor que abre as páginas desse pequeno livro, deparará com a oposição entre o apolíneo (forma, beleza visual e compreensão racional) e o dionisíaco (horror, êxtase, sensualismo, frenesi irracional), o conceito de arte e o que esta representa para um povo, a crítica ao racionalismo, ao platonismo e consequentemente ao cristianismo. Por outro lado, ainda profundamente influenciado por Richard Wagner e por Schopenhauer, acreditava na recuperação da cultura moderna, a qual considerava decadente, a partir da cultura grega. Basicamente, a obra traz à tona, de um lado, uma interpretação nova e original da tragédia e da cultura grega e a influência da arte na valorização da vida através do apolíneo e do dionisíaco; de outro lado, a crítica ao racionalismo moderno tem como contraponto a música de Richard Wagner, no qual Nietzsche vê como um restaurador da cultura grega e aquele capaz de disseminá-la na cultura alemã. Apesar da inegável influência de Schopenhauer, Nietzsche nessa primeira obra já combatia a resignação pessimista e a negação da vida do pensador alemão, para o qual a vontade é a fonte de todo o sofrimento. A reconciliação entre Apolo e Dionísio e as consequências disso para a cultura moderna é o tema dos últimos capítulos.



ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO ORKUT
NO FACEBOOK
TWITTER



SE VOCÊ GOSTOU DESTE TEXTO, LEIA TAMBÉM:
AINDROID, IOS, WINDOWS? NÃO. FIREFOXOS
OBRAS MELHORES QUE 50 TONS DE CINZA
O QUE ESPERAR DO ROSA LINUX 2012.1
MEU ESTILO
NENHUM PASSO ADIANTE
O ABORTO EM: “A MENINA DO ÔNIBUS
O LINUX E A LIBERDADE DE ESCOLHA
O MESMO 30 ANOS DEPOIS
PARA LER NIETZSCHE (3)
LINUX MINT: A ELEGÂNCIA EM PESSOA
O ANDROID FAZ MAIS UMA VÍTIMA
POESIA E PROSA
E O GOOGLE VENCEU
IOS, ANDROID, MEEGO E O FIM DO WINDOWS
VELHOS TEMPOS
ATOS QUE NOS FAZEM CRESCER
FIM DOS VÍRUS; LINUX

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui