Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56388 )
Cartas ( 21117)
Contos (12482)
Cordel (9833)
Crônicas (21786)
Discursos (3122)
Ensaios - (9975)
Erótico (13197)
Frases (41434)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136898)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4473)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->Prêcha! -- 14/09/2013 - 09:09 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Redação-->A `prêcha` -- 18/04/2007 - 12:29 (Aulow

O estudo da gramática histórica nos possibilita

resgatar o significado de tantas palavras, expressões,

imprecisões, e vai ver até que imprecações. Mas como é

que Dona Etimologia ia saber, naquelas duas ou três

primeiras décadas do século XX, da existência da Onça

do Pitangui, um lugarejo onde o diabo se não perdeu a

bota, na certa lá fez xixi?

E sem a presença de Dona Eti, a fazer graça a

criançada se mete. Pois é. Ou poisete?

Mas a razão de minha divagação decorre do relato

verbal de testemunha ocular e auricular de quem ouviu,

ainda petiz, do irmão mais velho, e de seus pares, a

ordem de voltar pra casa, de se afastar daquele

grupelho, seguido d´um sonoro e irrecorrível

"prêcha!"!

É possível que os estroinas estivessem a fim de armar

mais uma. Contudo, pode ser também que apenas

desejassem o sossego dos comparsas, sem o enxerimento

dos menores, atitude comum no comportamento

infanto-juvenil.

E por mais que a gente checa, nada prova que `prêcha`

tivesse a ver com `precheca`. Que possivelmente já era

o objeto dos sonhos e pesadelos daqueles

pre-pubescentes, mas o que parece improvável é que

naquele rincão remoto e isolado a [expressão] precheca

já tivesse entrado.

E nos sobra `prêcha`, ainda coberta em mistério. Até

que dia desses, em leitura, ou reflexão, pus-me a

pensar como aquele povo, ainda galego no seu jeito de

falar, diria um `e é pra já!`. Será preciso ir a

Trás-os-Montes pra lá confirmar, ó pá?
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui