Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
23 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54391 )
Cartas ( 21031)
Contos (12030)
Cordel (9348)
Crônicas (20776)
Discursos (3097)
Ensaios - (9868)
Erótico (13087)
Frases (39441)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (134968)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->LINUX: TÁ NA HORA DE COMEÇAR A PENSAR NELE -- 27/10/2013 - 14:34 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Para a grade a maioria dos usuários de computador, o Linux é algo estranho, inacessível e só usado por nerds, ou seja: por quem entende realmente de computadores. De fato, isso era verdadeiro quando o Linux nasceu em 1997. E por alguns anos foi acumulando essa fama de sistema complicado e difícil, fama essa que perdura até hoje. Mas isso faz parte do passado e há pelo menos 7 ou 8 anos que essa fama não tem mais razão de ser. Mesmo com a grande pressão da Microsoft sobre os fabricantes de computadores e o boicote da maioria deles em colaborar para que o Linux fosse compatível com os mais variadas partes de seus computadores, o Linux, graças principalmente a grande comunidade de usuários e entusiastas ao redor do mundo, tornou-se um sistema fácil de usar e de ser instalado no computador. De forma que o mais leigo dos usuários é capaz de instalá-lo de forma fácil, bem mais fácil que o próprio Windows. Aliás, durante muitos anos o Linux seguiu os passos do Windows, procurando imitá-lo naquilo que ele tinha de melhor como a interface gráfica por exemplo, mas hoje, por ironia do destino, a coisa mudou de figura e é o Windows quem vem imitando o Linux naquilo que ele tem de melhor, como ocorreu no visual do Windows 7 – embora para muitos trata-se tão somente de uma coincidência – e criação de uma Central de Programas, que já existe no Linux há mais de uma década. Nossa! Como é estranho para um usuário do Linux instalar programas no Windows! Seja qual for o aplicativo, basta tão somente acessar a Central de Aplicativos, como ocorre nos celulares e tablets, e baixar o aplicativo que você queira, seja ele um editor de imagens, um navegador web, um processador de textos ou um jogo. Mas e no Windows, como isso é feito? Se não se tem o CD ou DVD dele, terá de procurar na Internet e ainda por cima baixar uma cópia pirata, o que é crime, embora a maioria dos usuários Windows o faça. No Linux, praticamente todos os aplicativos são gratuitos, assim como o próprio sistema operacional. Diferentemente do Windows, o Linux é conhecido por ser um sistema seguro, estável e praticamente imune a a essa praga chamada vírus, evitando que você tenha de instalar vários programas de segurança, os quais deixam o computador mais lento, mesmo nas máquinas mais modernas. Por ser um sistema aberto, onde qualquer um pode ter acesso a todos os seus componentes, o Linux é mais seguro e capaz de se adaptar aos mais variados tipos de computadores. Não é como o Windows que é um sistema único, independentemente da máquina onde será instalado. Por exemplo, não existe uma mesma versão Windows para um computador que acabou de ser lançado e outro para um computador digamos de 2008. Por isso a uma versão nova do Windows não roda em computadores mais velhos. Isso não ocorre com Linux, uma vez que o sistema pode ser ajustado para máquinas com processadores mais lentos e que tenham pouca memória, sem ter de abrir mãos dos aplicativos mais recentes. Aliás, é por se tratar de um sistema aberto, flexível e seguro que o Linux serve de base para o Android do Google, o FirefoxOS da Fundação Mozilla, o Ubuntu Touch da Conical, o Tizen da Samsung e Intel e o SailFish da Jolla; todos esses sistemas para smartphones e tablets estão no mercado ou serão lançado nos próximos meses, como é o caso do Ubuntu Touch, do Tizen e do Sailfish que virão se juntar ao IOS da Apple, o Android do Google, o Windows Phone da Microsoft e FirefoxOS da Mozilla que já embarcam dispositivos móveis disponíveis no mercado. Dessa lista de sistemas, apenas o Windows Phone e o IOS não tem como base o Linux, os demais são modificações do Linux. Portanto, se você nunca ouviu falar do Linux ou não se interessou por ele ainda, talvez esteja na hora de rever sua posição. Claro que ainda é muito cedo para se falar de um mundo sem Windows, mas dada a dificuldade que a Microsoft vem enfrentando para entrar no mercado de dispositivos móveis; a queda acentuada na venda de computadores pessoais, onde o Windows ainda reina absoluto; na falta de inovação e na falta de aceitação que a última versão do Windows vem enfrentando, talvez esse dia esteja mais próximo do que muita gente imagina. Não por acaso, as grandes empresas de tecnologia como o Google, Intel, HP, Dell, IBM, AMD, LG, Siemens, Motorola, Samsung e tantas outras são parceiras da Linux Fundation – uma organização que ajuda a desenvolver e a divulgar o Linux --, sem falar na Valve que desenvolve jogos para computadores e que é dona, por exemplo, do Half-Life, Counter-Strike e Left 4 Dead, que não só disponibilizou a maioria de seus jogos para Linux como resolveu desenvolver uma versão própria do Linux chamado de StreamOS para ser usado nos seus consoles de videogame que serão lançados em 2014. Aliás, diga-se de passagem, hoje é bem mais difícil viver sem o Google do que sem a Microsoft, o que seria impensável há 8 ou 10 anos atrás.


Debain 7 - Gnome

O Debain é uma das distribuições Linux mais antiga em atividade. É muito popular e deu origem a varias outras distribuições como o Ubuntu, por exemplo.

Ubuntu 13.10

O Ubuntu é a distribuição Linux mais popular e mais fácil de ser usada. Recentemente foi portado para celulares e tablets cujo lançamento está previsto para 2014.

Lubuntu 13.10

O Lubuntu é o Ubuntu voltado para computadores antigos, aqueles com pouco poder de processamento e pouca memória. O que muda é o ambiente gráfico que é feito para usar pouca memória. Quanto aos programas mais populares, são os mesmos.

Linux Mint 15

O Linux Mint também se originou do Ubuntu e é uma distro que vem se tornando muito popular nos últimos anos por combinar facilidade de uso, leveza e elegância. É considerado por muitos uma das distribuições mais bonitas.

ElementaryOS Luna

O Elementary, assim como o Linux Mint, também é um derivado do Ubuntu. É uma distribuição recente, mas que vem causando alvoroço pela beleza e velocidade, sem contar a facilidade e praticidade no uso.


ROSA 2012.1 KDE

O ROSA é uma distribuição russa que usa o ambiente KDE, considerado por muitos o mais bonito e completo ambiente gráfico. É a minha distribuição preferida e a qual tenho instalada no meu Ultrabook LG Z460.

ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO ORKUT
NO FACEBOOK
TWITTER



SE VOCÊ GOSTOU DESTE TEXTO, LEIA TAMBÉM:
AINDA RESTA UMA ESPERANÇA
J.M.SIMMEL E A MINHA OPÇÃO PELA LITERATURA
A DIFÍCIL MISSÃO DO WINDOWS PHONE
O NASCIMENTO DA TRAGÉDIA (NIETZSCHE)
AINDROID, IOS, WINDOWS? NÃO. FIREFOXOS
OBRAS MELHORES QUE 50 TONS DE CINZA
O QUE ESPERAR DO ROSA LINUX 2012.1
MEU ESTILO
NENHUM PASSO ADIANTE
O ABORTO EM: “A MENINA DO ÔNIBUS
O LINUX E A LIBERDADE DE ESCOLHA
O MESMO 30 ANOS DEPOIS
PARA LER NIETZSCHE (3)
LINUX MINT: A ELEGÂNCIA EM PESSOA
O ANDROID FAZ MAIS UMA VÍTIMA
POESIA E PROSA
E O GOOGLE VENCEU
IOS, ANDROID, MEEGO E O FIM DO WINDOWS
ATOS QUE NOS FAZEM CRESCER

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui