Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56735 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22135)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43213)
Humor (18338)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2600)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137959)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4728)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Religiosos-->O som do silêncio -- 31/05/2019 - 08:13 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Bidião e o som: afirmações e definições do juízo pessoal.



A sonoridade da afirmação aquieta apenas com a resposta que vem de dentro e por isso, desejo ouvir o som do silêncio. Há tanto barulho nele que não sinto vontade da fala. O moinhos vem tal qual o furacão e de nada adiantam a revolta do vento e do verbo, pois ele (o silêncio) é o que dá a eles, vida. Percebo tantos vazios na fala ao desfilar com palavras, por vezes desnecessárias, que não deixam à vontade, o ser. A palavra é a pronúncia do silêncio que não coube em si mesmo e povoou a boca com sede e fome de evidenciar sua existência. 

A boca, o barulho, o silêncio e a palavra pronunciada não se alinham ao mundo externo para então, poder haver adequação. O silêncio é tudo e nada, a depender do que ao justo momento inspira ou não. O não é o sim que adormeceu ao céu da boca que sonhou um dia, calar sua vontade. Eu e o som, o som me encara, mas é o silêncio que fala na sonoridade máxima daquilo que deixei dizer.


Glória ao som!


Padre Bidião 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui