Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
42 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54835 )
Cartas ( 21056)
Contos (12106)
Cordel (9509)
Crônicas (21076)
Discursos (3107)
Ensaios - (9896)
Erótico (13126)
Frases (39797)
Humor (17544)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135514)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4172)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->São João na Praça das Viuvinhas -- 31/05/2014 - 18:09 (Marcelo de Oliveira Souza,IWA (marceloosouzasom@hotmail.com) zap 71-992510196) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

São João na Praça das Viuvinhas

 

Lá na pracinha das viuvinhas onde as crianças se reúnem sempre,  Raio se deparou com uma coisa brilhando no céu noturno de junho.

Ela chamou a atenção de todos os amigos para o que estava acontecendo:

- Olha pessoal! Lá para  cima !!

- O que deve ser aquilo brilhando?!

Seu amigo Augusto  falou :

- Pode ser um   avião.

- Já a sua amiga Beatriz disse que era um helicóptero.

Todos estavam curiosos com o objeto não identificado.

Mas ele vinha se aproximando vagarosamente...

O outro amigo de nome Pedro, disse que aquilo parecia mais um balão.

Foi quando todos impressionados falaram:

- Balão !?

Todos acharam engraçado.

Um rapaz de nome Gilberto, disse de longe:

- Isso mesmo, aquilo é um balão de São João!

Ele começou a explicar sobre o avistamento...

- Antigamente o pessoal soltava muito balão de São João nessa época, hoje praticamente não vemos porque eles são lindos demais quando sobem, e mais bonitos ainda  quando estão no ar, contudo quando descem muita gente sofre.

- Como assim Gilberto?

Perguntou Raio.

Ele continuou dizendo que o balão desce e pega fogo, podendo  causar muitos acidentes.

Augusto ficou interessado e os meninos queriam ver como se constrói um negócio daqueles. Todos   estavam  entusiasmados.

Eles procuraram no computador como se faz, até pediram ajuda à professora deles.

A    pró advertiu que era proibido soltar uma coisa dessas, mesmo sendo bonito.

Os meninos confeccionaram um balão enorme, mas deixaram  só  de enfeite, entretanto  eles aproveitaram para pesquisar mais sobre as cantigas juninas e seus costumes.

Pedro descobriu até que a fogueira de São João  tinha  sua função,  que era avisar  naquela época, que ali tinha nascido uma criança, pois não é como hoje que temos diversos meios de comunicação.

Beatriz     procurou saber sobre   o  nome de São João e descobriu que ele era um homem que batizava pessoas num rio e que batizou até Jesus Cristo.

Augusto encontrou o nome das comidas típicas da festa e logo disse:

- Adoro bolo de aipim!

Pedro disse que gostava das laranjas e de soltar muita bomba, quanto mais forte melhor!

Sorrindo ...

Foi quando Raio teve uma grande ideia.

- Vamos fazer uma festinha de São João aqui na pracinha das viuvinhas?

Todos ficaram animadíssimos e planejaram com seus pais como seria, arrumaram o local todinho, cortaram as gramas e até colocaram muitas luzes.

Mas as crianças não estavam completamente satisfeitas, pois o balão  que  estava ali, bonito enorme não servia para muita coisa...

Foi quando começaram a tocar músicas da época e todos se animaram com a folia, sentaram comeram e   riram, cada um  imaginando  como seria o  São João de antigamente...

Até que de repente apareceu um clarão no céu e todos avistaram o balão desfilando de um prédio a outro como se fosse os de antigamente, as crianças sorriram muito com a peripécia de Gilberto que amarrou uma corda e uma lanterna dentro do grande balão que estava de enfeite na pracinha.

 

Marcelo de Oliveira Souza

Do site: http://marceloescritor2.blogspot.com

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui