Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
105 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54835 )
Cartas ( 21056)
Contos (12105)
Cordel (9507)
Crônicas (21075)
Discursos (3107)
Ensaios - (9896)
Erótico (13125)
Frases (39797)
Humor (17544)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135511)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4172)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->MUNDO ENCANTADO DAS FORMIGAS -- 13/05/2017 - 19:33 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos








A viajante do anel de sete cores aterrissou em terra firme na outra ponta do arco-íris. Dormia pesadamente, e, quando acordou; em sua volta, formigas trabalhavam para abastecer o celeiro. Emília deu alguns passos, sem direção, acompanhando com olhar atendo o deslocar de uma formiga operária. Adiante, a formiga parou exausta, cansada, talvez ferida ou doente, e   foi  levada por outra mais robusta, por longo percurso no caminho das formigas, que, para Emília, era apenas um mover de dedos. Em certo ponto, a formiga que prestava socorro parou, levantou as patinhas, esfregou os olhos e viu a menina como obstáculo quase intransponível, um gigante, que mais parecia  uma montanha de carne que lhe  poderia servir de alimento. ‘Nem pensar!’ Protestou Eco, a formiga inteligente: ‘Comer a  viajante das estrelas seria declarar guerra aos humanos...’ ‘Tem lógica’, concordou Logia. Emília entendeu e afastou-se um pouco. A formiga entrou no formigueiro. Minutos depois, um exército de formigas surgiu na porta do palácio real e anunciou a festa de recepção ao filhote de homem.  Bethowver , a formiga cantora, entoou uma música mágica, e a partir de então, toda a comunidade se comunicou com a visitante em linguagem universal — a música.
Emília queria conhecer o palácio,  a rainha e os outros membros que fazem a segurança da colônia.
— Impossível —  protestou o comitê de acolhimento — a rainha não se afasta do trono, nem o visitante pode passar pelo portão real.
O portão é pequeno demais. Emília não podia entrar.
— Posso fazer alguma coisa — interveio  o mágico do palácio — e no dia seguinte, Maria Emília conversava amistosamente com a rainha, dentro dos domínios de sua alteza, a rainha MIRM, graça a uma porção mágica que reduziu o tamanho de Emília.
Passaram-se vinte anos no calendário das formigas, quando a menina manifestou o desejo de voltar à casa dos pais. Na verdade no calendário dos homens, ela estava desaparecida há pouco mais de quinze minutos.


Com este trabalho sobre mirmecologia, a formiga Bethowver alcançou a nota mais alta da sala.
***

***
Adalberto Lima, trehco de "Estrela que o vento soprou".
Imagem: Internet






Adalberto Lima




Enviado por Adalberto Lima em 13/05/2017

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 4Exibido 44 vezesFale com o autor