Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
104 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56597 )
Cartas ( 21127)
Contos (12498)
Cordel (9854)
Crônicas (21848)
Discursos (3121)
Ensaios - (9994)
Erótico (13199)
Frases (41604)
Humor (17726)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137016)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4495)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infantil-->O GATO GRANDE -- 23/03/2018 - 09:04 (Maria Hilda de J. Alão) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O GATO GRANDE

Maria Hilda de J. Alão

Era uma vez um homem que vivia em um país distante. Um dia ele capturou um grande urso para dá-lo de presente de natal ao rei. Foi para casa levando o urso e o instalou na sala em frente da lareira, pois fazia muito frio. Como de costume os gnomos daquele lugar escolhiam uma casa para fazer a festa de natal. Os donos da casa tinham que sair, mas deveriam deixar tudo arrumado, a ceia pronta, as camas arrumadas e bem quentinhas para que eles, gnomos, pudessem dormir muito bem. Só depois de dois dias é que os proprietários podiam voltar aos seus lares.

Pedro, era esse o nome do homem, teve sua casa escolhida. Ele não podia fazer nada. Tinha que se submeter aos caprichos dos gnomos. Quase à noitinha Pedro escutou a voz do gnomo chefe que vinha lá da floresta:
- Pedro, a casa está pronta?
- Sim. - respondeu Pedro tremendo de medo.
- Vai ficar alguém na casa?
- Não. Só o gato que dorme na sala em frente da lareira.

Os gnomos chegaram e se instalaram na casa. Tudo estava pronto como eles queriam. Comeram, beberam muito e lá pelas tantas o gnomo chefe, embriagado e com uma salsicha na mão, foi até a sala onde dormia o urso.
- Olá gatinho! Aceita uma salsicha? - e começou a passar na frente do nariz do urso a cheirosa salsicha. O urso acordou e ficou em pé. O gnomo ao ver a altura do urso e ouvir o berro, saiu em desabalada carreira levando seus companheiros junto com ele. Dois dias depois Pedro e a família voltaram para casa. O urso tinha desaparecido.

Uma semana depois, quando capinava a horta, Pedro ouviu a voz do gnomo chefe:
- Pedro como estava sua casa?
- Tudo bem. Não se incomode.
- E o gato? Ele está aí?
- Está sim, com mais oito gatinhos.
- Nunca mais nós voltaremos a sua casa.
Era isso mesmo que Pedro queria, pois estava cansado de todo natal sustentar aquele bando de gnomos malfeitores.

23/03/18
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 59 vezesFale com o autor