Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
71 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56416 )
Cartas ( 21156)
Contos (12573)
Cordel (9948)
Crônicas (22079)
Discursos (3130)
Ensaios - (8871)
Erótico (13328)
Frases (42856)
Humor (18218)
Infantil (3699)
Infanto Juvenil (2512)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137706)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4608)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ESTRELAS DA MADRUGADA -- 08/08/2000 - 13:03 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos






ESTRELAS DA MADRUGADA



No fim do corredor eu vi

Quando teus olhos se fechavam aos meus

Porque outros mais azuis se abriam ao teu sorriso



Bem no dobrar da esquina observei

Que teu verbo esmoreceu

Porque outra metáfora iluminada e soprada alentou tua imaginação



No dealbar do sonho eu vi no teu abrir da janela

Que meu sol se punha

Quando outro mais brilhante nascia para ti



Eu enxerguei naquela tarde as nuvens brancas

Que estonteavam teus olhos

Quando revoada de pássaros esvoaçava sobre o lago



No interior de meu oratório meditei sobre a forma clara

Com que antepuseste a lógica da certeza fulgurante do teu amor

Às dúvidas sazonais que te assaltaram naquele dia



Nos ares da meia noite silenciosa

Compreendi com clareza lancinante

Que o coração rema na direção da diástole



Na suave luz da minha alma

Ganhei na paz que sempre caminha para meu lado

A brisa pacificadora que me enternece os sonhos



Descansei por segundos depondo minhas fantasias vãs

E me detive a analisar o vôo de muitos pássaros em meus telhados

Ao lado da paisagem de meu rio por cima do convés de meu barco



Adormeci no banco poético da proa

Quando olhava as águas se movimentarem

Em nuanças memoriais de um fragmento de Heráclito..





Jan Muá

Brasília, 8 de agosto de 2000



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 684 vezesFale com o autor