Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
23 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10012)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8955)
Erótico (13388)
Frases (43349)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138026)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4767)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->34. O ÁPICE DA CAMINHADA -- 11/09/2003 - 06:49 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

A todo momento nós nos perguntamos:

— Onde é que nos encontramos na peregrinação rumo à casa do Senhor? Será que ainda falta muito para lá chegar? Teremos reunido méritos para prosseguir ascendentemente ou já nos desfalecem as forças e nos encontramos estacionados?

Como gostaríamos de saber exatamente em que ponto da caminhada estamos! O que nos conforta, de certo modo, é a perspectiva de estar em caminho. Se uma que outra vez paramos, aguardando decisões importantes a respeito de qual senda escolher para seguir avante, o fato é que, em seguida, retomamos a caminhada com mais denodo, com mais firmeza e segurança. Na verdade, estamos sempre no ápice da caminhada, pois o ponto ideal a ser atingido estará bem mais acima e, se nós voltarmos os olhos para o ponto de partida, poderemos verificar o quanto ascendemos, para honra e glória de nosso Senhor Jesus Cristo.

No entanto, é preciso “não dormir sobre os louros das vitórias”, que podem parecer muito importantes no exato momento da conquista, mas pouco significam diante das batalhas que se avizinham infindáveis e cada vez mais complexas.

Se sair do atoleiro das viciações mais pesadas é muito difícil e exige extraordinários sacrifícios, prosseguir adquirindo as necessárias virtudes evangélicas para obtenção da angelitude não deixa também de apresentar sérios obstáculos, diante do influxo cada vez mais intenso da intrincada rede de sentimentos, conhecimentos e raciocínios, além da inevitável prova do desenvolvimento do espírito de confraternização universal.

Sejamos, pois, prudentes em considerar as pequenas vitórias: que não nos representem o passo definitivo. Sejam, embora, o ponto mais elevado que conseguimos atingir, sempre estão a demonstrar que a luta continua cada vez mais encarniçada e abrangente.

Saibamos, também, trazer em nossa esteira os companheiros que conosco perlustram a caminhada do amor, do mesmo modo que somos incentivados pelos maiores, irmãos da espiritualidade superior, que, melhor do que nós, compreendem, por terem ultrapassado estes limites, a importância do procedimento fiel aos ensinamentos cristãos. Que essa corrente de fraternidade, presa de um lado na misericórdia divina, perpassando pelos irmãos de luminosidade excelsa, até atingir as mais pobres e infelizes criaturas jogadas no báratro, não apresente um elo fraco no ponto em que nos encontramos. Saibamos coordenar os esforços no sentido de permitir aos protetores que nos soergam e nos auxiliem, do mesmo modo que devemos representar para aqueles que se situam abaixo de nós poderosa ajuda e nunca negada promessa de salvação.

Vamos erguer em preces o sentimento de amor e benquerença universais, para receber do Alto as bênçãos que nos exaltarão os cometimentos e nos trarão a segurança de que estamos firmes e decididos cumprindo nossas reais obrigações:


Senhor, Pai de infinita misericórdia, a aspiração máxima de vossos filhos é conhecer-vos os desígnios. Fortalecei-nos o ânimo e despejai sobre nós as centelhas do conhecimento e do amor, para que tenhamos certeza de estar produzindo segundo a nossa potencialidade. Afastai de nós a amargura pelas derrocadas que nos atrasam a caminhada e atenuai o impacto da dor pelos momentos perdidos. Insuflai-nos no coração a confiança de termos conseguido progredir sob a égide do amor, da esperança, da fé e da caridade, sob o amparo das leis da justiça e do trabalho. E aceitai, Senhor, o mais terno agradecimento por permitirdes que sejamos amparados na jornada pelos vossos servos mais fiéis.

Obrigado, Senhor, por tudo o que nos proporcionais e recebei o nosso comprometimento de prosseguir buscando realizar o nosso destino.


Graças a Deus!

Homero (pela equipe).

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui