Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
76 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54403 )
Cartas ( 21031)
Contos (12030)
Cordel (9350)
Crônicas (20779)
Discursos (3097)
Ensaios - (9868)
Erótico (13087)
Frases (39449)
Humor (17507)
Infantil (3550)
Infanto Juvenil (2302)
Letras de Música (5406)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (134975)
Redação (2860)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4089)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Letras_de_Música-->ÊXTASE (Os Nonatos) -- 17/10/2006 - 17:05 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ÊXTASE
Canção dos Nonatos: Poetas, repentistas, compositores, cantores

Fico bobo do jeito de um menino,
Toda vez que teu corpo se insinua
Com instinto selvagem eu imagino
Teus cabelos vestindo a praia nua,
E à distância eu te sigo como o sol
Há milhares de anos segue a lua.

Muito além dos contatos epidérmicos
Vai o toque sutil do meu AMOR
Eu prometo manter teus lábios térmicos
Quando houver um blecaute de calor
Te aguardar paciente como a rosa
Passa a vida esperando o beija-flor

Eu planejo levar-te ao PARAÍSO
Numa ilha deserta no atlântico
Onde o corpo das dunas seja o piso
E o coral das sereias seja o cântico
E eu te acorde com flores, beijo e frutas,
Pro café da manhã ser mais romântico.

Se eu tivesse um instante no teu dia
No meu dia terias mil instantes
Nossa noite de núpcias se daria
Num colchão de espumas flutuantes
E o prazer do depois seria o triplo
Dos prazeres de amor que tive antes.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 82Exibido 2832 vezesFale com o autor