Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
125 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56727 )
Cartas ( 21128)
Contos (12519)
Cordel (9865)
Crônicas (21898)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41737)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5449)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137078)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Jurídicos-->O PAVIO CURTO DE JOAQUIM BARBOSA -- 18/08/2013 - 15:14 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O presidente do STF, Joaquim Barbosa, protagonizou mais uma vez uma cena lamentável durante a análise dos embargos indigentes dos condenados na ação penal 470, mais conhecida como "Mensalão", ao bater bocas com o ministro revisor do processo Ricardo Lewandowski, acusando este de estar fazendo “chicana”. Não é a primeira vez que Joaquim Barbosa se exalta de forma exacerbada com um colega do STF, no entanto dessa vez ele parece ter ido longe demais. Tanto é que a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e outras entidades ligadas a magistratura emitiram uma nota de repúdio a atitude do presidente do STF, afirmando que ele agiu de forma desrespeitosa e arrogante com um colega, o que não condiz com as atribuições de um ministro da mais alta corte do país. Embora seja admirado pela maioria da população devido a sua história e pela forma como conduziu o julgamento dos réus do "mensalão" a ponto de ser cogitado para concorrer à presidência em 2014, ele demonstra ser uma pessoa tempestiva e que se irrita facilmente ao ser contrariado, tratando-as muitas vezes de forma humilhante como fez com um repórter há pouco ao chamá-lo de “palhaço” e mandá-lo “charfurdar no lixo”. Atitudes como essas são preocupantes principalmente porque Joaquim Barbosa é visto com um herói pela população. E me pergunto como ele trataria os membros do Legislativo se fosse presidente do Brasil? Dilma Rousseff, que muitas vezes é vista como arrogante e intransigente, não chega aos pés dele no quesito arrogância. Deus queria (ops, sou ateu!) que Joaquim Barbosa nunca chegue à presidência do Brasil. Ele não é um político, não sabe lidar com as diferenças e não creio que terminaria o seu mandato. Antes de renunciar o ser caçado pelo Congresso, levaria o país ao caos.


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO ORKUT
NO FACEBOOK
TWITTER
NO MEU BLOG



LEIA OUTROS ARTIGOS DE MINHA AUTORIA:
30 TEXTOS MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 6 MESES
PROPOSTA PARA O TRANSPORTE GRATUITO
HOMOFOBIA: FRUTO DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA
O TRUCULENTO PRESIDENTE DO STF
MARCO FELICIANO: UMA TRISTE PIADA
DA POPULARIDADE DA PRESIDENTA DILMA
DE QUEM É A CULPA?
NOVO PAPA:NOSSOS HERMANOS LEVARAM A MELHOR
O MAR DE LAMAS DO PARLAMENTO BRASILEIRO
REPÚDIO AO PASTOR E DEPUTADO MARCO FELICIANO
A MORTE DE HUGO CHÁVEZ
TANCREDO NEVES E HUGO CHAVES
MARINA SILVA E O CAMINHO MAIS FÁCIL
IRÃ, COREIA DO NORTE E A CORRIDA ATÔMICA
RUBENS PAIVA E A FARSA DOS MILITARES
A DOR DE COTOVELO DA OPOSIÇÃO
OBAMA PODE ENTRAR PARA A HISTÓRIA
O QUE ESPERAR DA ECONOMIA EM 2013
UMA AFRONTA À CONSTITUIÇÃO
O PREDOMÍNIO DO MAU GOSTO
O MENSALÃO E O RESULTADO DAS ELEIÇÕES
O AMADURECIMENTO POLÍTICO DO BRASIL
O VERDADEIRO OBJETIVO DO MENSALÃO
/div>
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui