Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
61 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54480 )
Cartas ( 21033)
Contos (11993)
Cordel (9387)
Crônicas (20910)
Discursos (3101)
Ensaios - (9872)
Erótico (13091)
Frases (39524)
Humor (17519)
Infantil (3551)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5407)
Peça de Teatro (1308)
Poesias (135167)
Redação (2861)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2368)
Textos Jurídicos (1911)
Textos Religiosos/Sermões (4106)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Textos_Jurídicos-->CUNHA E O IMPEACHMENT DA DILMA -- 04/12/2015 - 18:59 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Agora que o processo de impeachment da presidenta Dilma foi deflagrado, o que dizer acerca da aceitação desse pedido pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha? Sem entrar no mérito da questão, acerca dos crimes de responsabilidade imputados à Dilma no processo, uma vez que as provas ainda são passiveis de discussão, vamos fazer uma rápida análise das razões pelas quais Eduardo Cunha só agora resolveu aceitar tal pedido. Quando Cunha recebeu o pedido, em outubro ele tinha duas opções: aceitá-lo ou arquivá-lo como fez com outros anteriormente. No entanto, dessa vez não fez nem uma coisa e nem outra. E por quê? Porque tinha um trunfo na mão e o usaria como moeda de troca no processo deflagrado pelos seus colegas para retirar-lhe o mandato e o comando da casa. Até o mais ingênuo dos brasileiros sabe disso. Dada a enxurrada de denúncias contra ele por seu envolvimento no escândalo de corrupção na Petrobras, Eduardo Cunha não tinha muito mesmo o que fazer para se manter no cargo. Acredito que qualquer outro político na situação dele teria feito o mesmo. Ele contava com isso para que seu processo não passasse no Conselho de Ética, o que levaria ao seu afastamento da presidência da Câmara dos Deputados. Ao fazer oposição ao governo, ele não deixaria de deflagar esse processo contra Dilma no futuro, mas o retardaria enquanto seu futuro dependesse disso. E diante de um risco eminente de ser afastado, ele negociou intensamente com o PT nos últimos dias. O PT por sua vez, envolvido no mar de corrupção que assola este país, chegou a conclusão de que se salvasse Cunha teria acabado com o pouco que ainda resta do partido. Embora vários membros do PT tenham sido presos e tantos outros envolvidos em corrupção, há no partido muita gente honesta, gente que ainda acredita que pode resgatar o velho PT, aquele PT que levantava a bandeira da ética e da transparência. E foi justamente a pressão dessa ala que impediu o acordo com Cunha. Eles preferiram sacrificar o partido e talvez a própria Dilma a se afundar ainda mais, acabando com todas as chances de dar a volta por cima. Revoltado com a decisão dos petistas do Conselho de Ética em não votar a seu favor, Eduardo Cunha deflagrou imediatamente o processo de impeachment da Dilma. Ele fez isso por duas razoes bem simples: para desviar a atenção de si, tirando os holofotes sobre as denúncias que pairam sobre si, e jogando tudo para cima da Dilma, pois o processo de contra a presidente, por ser mais relevante, ocupará todo o noticiário, deixando as denúncias contra si em segundo plano. Além disso, longe dos holofotes, ele poderá nos bastidores, usando sabe-se lá que meios, tentar reverter o processo contra si. É sabido que Eduardo Cunha é um homem capaz de usar os mais vis meios para alcançar seus objetivos, ainda mais que conta com uma tropa de aliados extremamente fiel no parlamento. Portanto, existe uma grande chance de que ele possa se safar, principalmente se o processo contra Dilma se arrastar por longos meses. Mas isso só veremos nos próximos capítulos. Quanto a Dilma ser culpada ou não de improbidade administrativa foi o que menos importou. Assim como não fez a menor diferença os custos para o país um doloroso processo de impeachment.


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO RECANTO DAS LETRAS

NO FACEBOOK
TWITTER
NO MEU BLOG



LEIA OUTROS ARTIGOS DE MINHA AUTORIA:
O IMPEATCHMENT DA DILMA
O MAIS LAMEMTÁVEL NO JULGAMENTO DA AP470
A CBF E STJD METENDO OS PÉS PELAS MÃOS
NÓS, OS DESONESTOS...
CELSO DE MELLO TOMOU A DECISÃO CERTA
MENSALÃO: E O SUSPENSE CONTINUA....
O STF JULGARÁ NOVAMENTE OS MENSALEIROS?
O PAVIO CURTO DE JOAQUIM BARBOSA
PROPOSTA PARA O TRANSPORTE GRATUITO
HOMOFOBIA: FRUTO DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA
O TRUCULENTO PRESIDENTE DO STF
MARCO FELICIANO: UMA TRISTE PIADA
DA POPULARIDADE DA PRESIDENTA DILMA
DE QUEM É A CULPA?
NOVO PAPA:NOSSOS HERMANOS LEVARAM A MELHOR
O MAR DE LAMAS DO PARLAMENTO BRASILEIRO
REPÚDIO AO PASTOR E DEPUTADO MARCO FELICIANO
A MORTE DE HUGO CHÁVEZ
TANCREDO NEVES E HUGO CHAVES
MARINA SILVA E O CAMINHO MAIS FÁCIL
IRÃ, COREIA DO NORTE E A CORRIDA ATÔMICA
RUBENS PAIVA E A FARSA DOS MILITARES

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui