Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56716 )
Cartas ( 21159)
Contos (12581)
Cordel (10005)
Crônicas (22135)
Discursos (3130)
Ensaios - (8935)
Erótico (13377)
Frases (43185)
Humor (18330)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2595)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137945)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4719)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->GALERIA ERMA -- 13/03/2003 - 14:30 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




GALERIA ERMA

Juan de la Ville

13 de março de 2003





Há só objetos

Corredores e formas

Tudo clonado pela luz néon



Há algumas vitrines

Com manequins sem rosto

Cobertos de branco e preto

Nos bustos e nas mãos



A frieza comercial

Das máquinas registradoras

Mostra o tom objetualizado

Do mercado!



Sinto-me passarinho estranho

Pousado nos galhos da galeria

Dominada pelo design apócrifo

Sem alma!



Não há deuses nem eus falando

Nem pessoas sorrindo

Nem crianças brincando

Nem florestas nem jardins!



Há manequins

De pés sem dedos

Amarrados no quadrilátero preto

De granito polido!



A poesia aqui é só a do espaço

E a saudade que me vem da cor

No transbordo da alma do designer ausente

Em solidão



É uma galeria erma

De alma

Símbolo adjacente e gritante

De um homem pós-moderno

Que se exilou!



Brasília, 13 de março de 2003

Juan de la Ville

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 680 vezesFale com o autor