Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
35 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56722 )
Cartas ( 21160)
Contos (12582)
Cordel (10005)
Crônicas (22134)
Discursos (3130)
Ensaios - (8935)
Erótico (13377)
Frases (43194)
Humor (18334)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2596)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137947)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4723)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->SE -- 28/03/2014 - 00:17 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


SE



Iria te arrancar desse sofá, te chamar

sem remorso algum por perturbar

teu quietismo

iria sim

se tivesse entre os recortes do pensamento

um mapa teu.



Mas o nosso contato quase deserto

assusta minha coerência desgovernada

nao vejo pontes nem barcos que me protejam

dos maremotos que levas em tua mirada



iria, se destruísse os restos de balas

que juntos acobertamos em guerras tontas

iria, se o cruzamento do teu olhar me pedisse algo

e a encruzilhada fosse de fogo feito chamada





-----------------------------------------------------
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 1Exibido 135 vezesFale com o autor