Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
71 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56823 )
Cartas ( 21161)
Contos (12583)
Cordel (10010)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8953)
Erótico (13387)
Frases (43338)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138023)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4764)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->SOFRÊ -- 13/09/2000 - 17:27 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos






SOFRÊ



Jan Muá







És um pássaro, sofrê...



Tão bem cantas

Que te chamam sofrê,

Sofrer e também corrupião...



Já ouvi tua orquestra...



Tão bem cantas

Nas baixadas das matas e dos campos

Meu corrupião galante

De penas amarelas vermelhas e brancas

Que eu te elejo cantor nobre

Das melodias de todos os pássaros ágeis...



Alegre, ouço sôfrego a tua história,

Sofrê...

E tuas melodias...

Nas matas ribeirinhas do rio

Vendo correr agitado pela chuva

O volume turvo do Paranã

E fico embevecido e atento ao teu canto

Olhando como saltitas leve de galho em galho

Na brandura da velocidade da minha alma-pássaro...





Jan Muá

Goiás, 13 de setembro de 2000









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 776 vezesFale com o autor