Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
92 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54593 )
Cartas ( 21042)
Contos (12045)
Cordel (9416)
Crônicas (20965)
Discursos (3104)
Ensaios - (9879)
Erótico (13101)
Frases (39625)
Humor (17532)
Infantil (3554)
Infanto Juvenil (2304)
Letras de Música (5408)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135298)
Redação (2862)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1912)
Textos Religiosos/Sermões (4137)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Recordação -- 12/11/2016 - 15:51 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Recordação

Tinha três galhos fortes. O primeiro ajudava a impulsionar para o segundo e o segundo para o terceiro. No pé tinha muita goiaba, algumas bichadas. Mas eu nem ligava. Comia assim mesmo. De cima, avistava as galinhas a por seus ovos ou a corres atrás de outras que chegavam perto dos seus pintinhos. Às vezes, havia um fogaréu que queimava as castanhas. Quando enjoávamos das goiabas, descíamos e pedíamos para a Norminha queimá-las. Ela fazia todas as nossas vontades. Era uma festa! As castanhas eram uma delícia.
Certa vez, comemos tanto que ficamos empanzinadas. Tudo que fazíamos era exagerado.
Mamãe chegada à porta e gritava pelo nosso nome para tomarmos banho. Ela gritava tão alto que uma vez cheguei até a ela e pedi-lhe que me chamasse baixinho que eu a ouviria. Ela me olhou com um olhar repreendedor e me afastei um pouco. Quase pedindo desculpa.
Gostava de jogar futebol e pescar nos diques. Sempre perdia a isca e a vara por conta das moreias. Quando ela estava a preparar o almoço, pedia-lhe sempre um pedaço de carne para fazer de isca. Isso tudo era aos sábados e domingos. Durante a semana, acordávamos às 05:00 da manhã ao som da manhã da saudade no rádio. Ficava tão empolgada para ir à escola. Tinha muitos amiguinhos. Não faltava um dia sequer.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui