Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
89 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55580 )
Cartas ( 21086)
Contos (12213)
Cordel (9652)
Crônicas (21423)
Discursos (3115)
Ensaios - (9924)
Erótico (13156)
Frases (40556)
Humor (17584)
Infantil (3581)
Infanto Juvenil (2319)
Letras de Música (5429)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136173)
Redação (2882)
Roteiro de Filme ou Novela (1041)
Teses / Monologos (2376)
Textos Jurídicos (1910)
Textos Religiosos/Sermões (4276)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Programa de Índio -- 08/01/2018 - 09:14 (João Rios Mendes) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos



A comunidade indígena Pium, em Roraima, foi assaltada há poucos dias. Os bandidos levaram um carro e um computador dos agentes de saúde e machucaram um médico.



Venho relatar para vocês a minha experiência fotográfica nos dois dias que passei com os Pium. Eles têm esse nome porque pium é um mosquito que infesta a região na época da chuva, no inverno.



O projeto fotográfico era para um grupo inicial de no máximo 15 adolescentes. Mas ao saber do curso os indígenas Manoa, os da Cachoeira do Sapo e de outras comunidades foram se ajuntando. Na cerimônia de abertura eram 36 jovens curiosos e sedentos por novos conhecimentos. Todos chegaram com um caderno e uma caneta. Nenhuma criança ou adolescente daquelas comunidades estava fora da escola. Parabenizei as lideranças por este feito.



Enquanto estivemos juntos, me levaram para chupar caju tirado do pé, manga recém caída e brincar de bola.

Numa demonstração de rara simpatia com estranhos me convidaram para subir numa montanha bem alta. Era alta mesmo. Às cinco da manhã já estávamos de pé e iniciamos a escalada. Lugar lindo, cheio de enormes pedras pretas.



Lá no topo, vendo-me às bicas de suor e ofegante, um simpático-gaiato disse: Professor, logo ali é a Guiana. Dá uma hora caminhada. Vamos?



Fiquei sem resposta porque no mesmo instante um casal de tuiuiú branquinhos, iluminados pela aurora dourada, passou raspando nossas cabeças e ficamos em êxtase com a linda imagem.



- Perguntei ao Abraão, que estava com minha câmera: você fotografou?

- Não, professor. Fiquei nervoso. Não conseguiu apertar o botão.



O grupo soltou uma estrondosa gargalhada que foi ouvida lá na Guiana.



No meio da manhã começamos a descida. Foi a parte mais difícil. Meus pés reclamaram muito e minha mochila parecia pesar igual saco de cimento.



- Professor, essa outra montanha é mais alta mas tem a toca de uma onça lá em cima... boa pra fotografar. Vamos?

Não sei se o convite era mais uma pilhéria ou era para valer.



- Arquejando, respondi: Podem ir, façam boas fotos. Espero vocês aqui em baixo.



Gargalhamos e posamos para a foto oficial.



Foram dois dias de muita sinergia. Comemos juntos, rimos juntos, ganhei dança de boas-vindas e colar como demonstração de carinho. A rapaziada se empolgou com a fotografia e traçamos planos para o próximo encontro.



Nesses dias eles viram o mundo sob outra perspectiva. Macacos e cachorros brincando nas nuvens, peixes desenhados nas pedras e o quanto um sorriso, um salto ou deitar no chão podem render uma boa fotografia.



Fui embora à noitinha. O fatídico assalto aconteceu pouco depois que saí. Até agora essa covardia me dói no peito.



A vida é dual, sempre haverá a tristeza e a alegria, a covardia e a justiça, o terrível e o belo. Felizmente, antes desse triste episódio eles passaram dois dias embevecidos com a magia das cores, com o milagre da composição e com a descoberta das belezas que existem em volta deles.



Aquela comunidade foi palco de dois diferentes espetáculos quase ao mesmo instante. Lá, os bandidos fizeram um terrível programa de covardes. Aqueles jovens e eu fizemos um belo programa de índio.







Obs. Deixo meus sinceros agradecimentos aos colegas e guias Jaú e Josué.
 


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 25 vezesFale com o autor