Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
29 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10012)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8955)
Erótico (13388)
Frases (43349)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138026)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4767)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Erótico-->26. MUITO OBRIGADO -- 12/03/2003 - 08:10 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

Tenho para comigo que, se ficasse a discorrer sobre todos os problemas que vão aflorando-me à inteligência, não terminaria mais a narrativa dos acontecimentos, porque estou afligindo-me sob a pressão de tudo compreender, dentro e fora de mim.

Sinto-me perdoado por Jesus, não porque tenha feito qualquer ato de benemerência superior, mas porque estou captando as vibrações íntimas da paz que se lança sobre a consciência.

Sofrer, sofri deveras e não seria justo comigo mesmo se pretendesse espicaçar mais ainda os fatores que me levaram ao inferno da alma. Devo estabelecer trégua capaz de me afastar dos pensamentos de vingança nos dois sentidos, quais sejam, os que meu coração emite contra os seres que tomei como desafetos e os que, suponho, direcionem contra mim.

Não vou prometer vir para corrigir, um dia, os dizeres que deixei impressos. Representam importante momento evolutivo e devem quedar da maneira pela qual se registraram, imperfeitos, dúbios, próprios para causarem desconfianças de obsessão, energizados negativamente pelas declarações de profundo desrespeito à criação e ao Criador.

Se não servirem para nada, ao menos poderão provocar a revolta de certos setores da seara espírita envolvida com a pregação evangélica de vanguarda, para que possam alhear-se um pouquinho das certezas, introjetando a dúvida razoável de que os espíritos estão propensos a se manifestarem em apoio da mais sadia revolução espiritual, porque a caminhada é ascendente e todos os escolhos da imperfeição devem ser eliminados, mesmo que tal ação nos custe o acinte da acusação íntima.

Digo essas coisas de coração aberto, sem medo de ofender a quem quer que seja, porque a verdade não irá transparecer das minhas páginas, senão que irá resplender do coração iluminado pela sabedoria fruída do evangelho de Jesus e dos escritos vigorosos de Kardec.

De início, refuguei a idéia de que deveria analisar o Movimento Espírita, temeroso de ver-me colocado no índex das publicações não aprovadas pelos dirigentes das editoras, ciosos de pôr sob as vistas dos leitores as obras mais condizentes com o ideário kardeciano. Esse medo advinha do fato de que rejeitava as condições impostas aos autores, de serem espíritos de luz, impolutos, poetizando sobre a fragilidade do Orbe e sobre as aspirações de melhoria dos mensageiros.

A minha linguagem, apesar de complexa, busquei não fosse erudita, simplesmente representando a conveniência da impregnação do caráter nos textos, facilitando o exame dos mais sábios, porque aptos ao descobrimento dos fatores do desequilíbrio. Ao mesmo tempo, fazia as ponderações arrevesadas, para que eu próprio tivesse ensejo de analisar-me, pelos acontecimentos que ocultava aos leitores mas que me despontavam na mente, imperativos.

Muito agradeço, pois, à paciência de todos os encarnados amigos que não desistiram em meio à jornada. Mais devo agradecer aos que meditarem a respeito dos temas que lhes depositei nas mãos, particularmente se fizerem a transferência dos problemas para o âmbito de suas vidas e personalidades, adequando o sistema de pesquisa da consciência.

Não quero incidir em falta de responsabilidade, apontando o médium como pessoa que me cedeu seu tempo, com propriedade e elegância, para não cair na figura do obsessor que pretende manter o domínio da mente do encarnado, subjugando-o pelos afagos a pretensa superioridade. Na verdade, o nosso amigo, pelo que entendi, sente-se diminuído perante os trabalhos dos companheiros de mesa, esforçando-se ao máximo para corresponder, orando com fervor, para que os protetores o esclareçam a cada momento, para não desarrazoar em nome do manifestante. Valerão estas palavras muito mais se vierem a ser conhecidas das pessoas, porque é sempre muito bom divulgar que a modéstia do receptor dos fluidos é que lhe propiciará as melhores oportunidades de aperfeiçoamento no campo da moralidade, tendo em vista ser o primeiro a receber o influxo das mensagens, dentro do universo sensório posto à disposição da espiritualidade.

Muito obrigado aos colegas e mentores. A estes abraçarei efusivamente, podem estar certos. Nenhuma expressão que viesse a registrar seria assaz viva para descrever a minha alegria, o meu reconhecimento pelo trabalho de assistência que levam a cabo em meu benefício.

Deixo o trabalho da escrita, tendo em mãos o roteiro de serviços e de estudos dos próximos meses (talvez anos). Gostaria de definir-lhe as regras gerais, para dar espécie de fecho narrativo às memórias.

Tenho de assimilar os conhecimentos de uma dúzia de compêndios de moralidade cristã, em cotejo com outros provenientes de religiões fundamentadas nos ensinos de outros mestres. A relação das obras estranhas inclui a sabedoria hindu, a chinesa, a japonesa e de diversos cultos ameríndios e africanos. Objetivo? Naturalmente, conceber de que forma os espíritos de luz se dedicam a orientar as pessoas no mundo todo.

Tenho de conversar, uma vez por semana, com Mercedes, Francisco e Geraldo, se estiverem liberados das tarefas em que se empenham, uma vez que não consta da orientação que receberam a obrigatoriedade de me atenderem. Essa liberdade, provavelmente, decorre do fato de não se sentirem necessitados de nenhum conhecimento que lhes possa oferecer. Vão, portanto, realizar tarefa piedosa, na linha caritativa dos que desejam amealhar bônus, para a conquista de acréscimos de misericórdia do Senhor.

Tenho de ir em busca de Pedro, meu pai, compondo-me com o grupo socorrista que excursiona pelas Trevas. Essa é missão das mais penosas, porque não estou preparado para ser isento de emoções. Não encareço como será esse treinamento, uma vez que desconheço as matérias do curso que deverei freqüentar. Sei que se prolongará por mais de seis meses, devendo submeter-me a inúmeros exercícios e testes, até adquirir a condição mínima necessária para não me constituir em peso morto para os companheiros. Se me levassem hoje, transformar-me-ia em assistido, dentro mesmo das muralhas da colônia. Leiam a pequena obra do amigo Roberto, “O Aprendiz do Evangelho”, para se informarem a respeito do que me espera.

Quanto a Criseide, ficará sob o manto de proteção do grupo de assistência comandado pelo anjo guardião, conforme projeto antigo em andamento. Pedi para integrar essa equipe mas não fui atendido. Criseide, segundo Jeremias, vai prosseguir misteriosa para mim, até que se digne restabelecer os vínculos de afeição que nos uniram um dia. Sinto-me estranho ao círculo das amizades dela, como se a nossa aproximação tivesse sido produto do acaso, ou melhor, tivesse sido acordada apenas para o período da procriação, no intuito de oferecer às duas entidades a oportunidade de encarnação.; oportunidade que se estenderia ao casal de gerar, nutrir e criar duas pessoas, talvez por débitos causados por anteriores fracassos. Deus, no momento certo, virá em socorro de todos nós.

Não estou em condições de dar qualquer tipo de atendimento a Fabrício e a Anacleto. Carla não tem necessidade de nada, entretanto, está mais ou menos certo que, no próximo mês, nos encontremos. Preciso preveni-la quanto a estas reflexões, que, provavelmente, terá ensejo de ler, reconhecendo nelas a personalidade do irmão. A finalidade é de confirmar os ensinamentos de Mercedes, não inteiramente aceitos, conquanto lhe fermentem idéias de pesquisas espíritas.

Fiquem na paz do Senhor!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui