Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
133 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56608 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21850)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41606)
Humor (17732)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2329)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137021)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4497)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Vesteterapia:Blusa com Alças Transpassadas no Peito(Corrigid -- 09/02/2018 - 17:03 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Vesteterapia: Blusa com Várias Alças Transpassadas no Peito
Hoje recebi a seguinte mensagem:
- Tia Lu, onde surgiu a blusa com várias alças transpassadas no peito, que está fazendo sucesso em 2018?
Então respondi:
- Este modelo de blusa é muito antigo e surgiu na velha Mesopotâmia, há 3000 anos antes de Cristo, na parte de cima de alguns vestidos das mulheres. Lá as pessoas acreditavam que as alças que transpassavam o peito protegiam as moças dos problemas cardíacos, de complicações respiratórias e da inveja. Pois, os mesopotâmios acreditavam que estas tiras que cruzavam o peito possuíam uma energia boa que defendia as moças de maus olhados e complicações do coração.
Por curiosidade lá, também, havia um ritual de benzer as roupas antes do uso.
Em 2018, a blusa com várias alças transpassadas no peito entrou na moda devido a uma tendência chamada Pastel Goth, que é uma mistura do estilo Lady Like, que é meigo, com o Gótico que é misterioso. Antes só góticas usavam, de vez em quando, este tipo de blusa na cor escura. Hoje, com o Pastel Goth, esta roupa entrou na moda com diversas cores e estampas.
Comprei algumas blusas assim e me senti muito bem com elas. Realmente, há uma sensação de proteção inexplicável.
Luciana do Rocio Mallon




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui