Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
132 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56462 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9844)
Crônicas (21809)
Discursos (3123)
Ensaios - (9983)
Erótico (13198)
Frases (41494)
Humor (17696)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136956)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4478)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Vesteterapia:Vestidos de Noiva(Corrigido) -- 05/05/2018 - 16:33 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Vesteterapia: Vestidos de Noiva
Dias atrás recebi as seguintes mensagens:
- Tia Lu, entramos no mês de maio, que é o período das noivas e gostaria que você escrevesse uma matéria especial sobre os significados místicos dos vários modelos e peças de noiva.
- Existe algo de esotérico em vestidos de noivas?
- Por que maio é o mês das noivas?
A minha resposta é esta:
Sim, realmente cada modelo de vestido de noiva carrega um significado sobrenatural.
Maio é o mês das noivas porque no hemisfério norte, neste mês, acontece a Primavera. Nas antigas civilizações a maioria, dos matrimônios, era realizada neste mês porque se acreditava que haveria a benção da deusa da Primavera, que cuidava da família e do amor. A tradição do buquê de flores, também, vem desta época. Pois este ramalhete seria uma ligação da noiva com a deusa da Primavera. Até hoje reza a lenda que a convidada que pegar o buquê será a próxima a casar porque foi escolhida pela própria Primavera.
Na Antiga Grécia, muitas noivas casavam de branco porque esta cor tinha o significado do início de uma nova vida. Pois era hora da moça passar uma borracha na sua vida de solteira e se preparar para a fase de casada como se fosse um papiro em branco.
Já, na Idade Média, a tradição do branco foi esquecida. Pois o detalhe que mais importava era o luxo e o preço das vestes. Quanto mais cara era a roupa, mais importante a noiva era.
Na Renascença as noivas, da aristocracia, usavam preto para casar. Pois esta cor representava a obediência ao marido e à igreja.
No século XVI, a rainha da Escócia Mary Stuart usou branco para casar e falou que a cor do vestido significava uma nova vida.
Depois, no século XVII, a rainha Maria de Médice da França casou de branco e afirmou que este tom representava candura.
Mas no século XIX, a rainha Vitória, da Inglaterra, encomendou um vestido branco feito de renda. Reza a lenda que ela disse que o branco representava a pureza, a renda significava a sensibilidade e aconselhou a todas as noivas, que fossem donzelas, a se casarem com esta cor. Deste mito vem a tradição que diz que uma mulher, que não é virgem, não pode se casar com cores claras. Porém este hábito já foi ultrapassado desde os anos 60, década que aumentou o número de noivas grávidas casando, com roupa tradicional, nas igrejas.
Quando um vestido é bordado com figuras de flores claras ele atrai meiguice e paixão para o casamento. Mas quando a peça é bordada com pérolas, ela chama luxo, fartura e riqueza para o casal.
Místicos dizem que a grinalda serve para espantar os maus espíritos e é símbolo de riqueza.
O véu é usado desde a Antiga Grécia para prevenir inveja, também. No século dezenove ele ficou associado à pureza da noiva. Além de ser símbolo de modéstia e humildade.
Segundo alguns esotéricos o chapéu, com renda que esconde o rosto, serve para afugentar futuros pretendentes, protege a beleza da noiva contra o mau olhado e a pobreza na vida do casal.
A cauda também é utilizada desde as civilizações antigas e está associada à fertilidade, ela é vista como o rastro que a noiva deixará na Terra em forma de filhos.
O vestido, com ancas e armação, traz fertilidade. Já os vestidos justos e o modelo sereia chamam liberdade e leveza à vida do casal.
Os decotes nos vestidos também têm um significado esotérico que veremos abaixo:
- Profundo: significa fertilidade e que a mulher terá muito leite na hora de amamentar os filhos.
- Canoa: chama um casamento harmonioso e sem brigas.
- Tapado: atrai fidelidade e discrição.
- V : atrai equilíbrio mental e espiritual para a futura esposa.
Conforme o Misticismo, o noivo nunca deve ver a sua prometida, vestida de noiva, antes do casamento. Pois quando isto acontece, se abre um portal onde os maus espíritos entram para estragar a vida do casal e, muitas vezes, o casamento nem chega a acontecer no altar.
Portanto, moça solteira, leia bem este texto antes de escolher seu vestido de casamento.
Luciana do Rocio Mallon







Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui