Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
62 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56476 )
Cartas ( 21121)
Contos (12490)
Cordel (9844)
Crônicas (21812)
Discursos (3123)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41505)
Humor (17698)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136964)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4479)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->São Miguel dos Campos e a cultura do odeio -- 25/05/2018 - 08:11 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
São Miguel dos Campos das Alagoas

Marechal e a cultura do odeio

As funcionárias do ex vice prefeito de São Miguel e ex presidente da CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas, entraram na justiça para tomar o único patrimônio do comércio que é o prédio da CDL. O Sr. Manoel Messias ( O Marechal) quando estava no poder trabalhou a cultura do odeio.😱😱😱😱
No céu dele, lá Marechal fez e continua fazendo seus julgamentos que fé deu aos desejos do evangelho Marechal. O jumento agora carregará a pomba protestante e lá se foi um tempo imperialista de Marechal que tentou mudar as datas da igreja católica para favorecer a entidade Batista do Pastor cliente do Delírio e esposo da delegada do TRT de São Miguel que por sua vez, perseguiu a unhas e dentes a CDL a serviço do seu patrão Marechal. Veja o resultado na justiça. Hoje, a CDL paga a força da vingança Marechal na canetada da Dra Alada esposa do Pastor do Marechal...
A vingança Marechal toma o único prédio do comércio na canetada da delegada do TRT Dra Alda. Todo o comércio sabe que teve diretor da CDL na época que recebeu num dia só, simplesmente três vezes a visita da Dra Alda, a Delegada do TRT esposa do pastor do vice prefeito, Manoel Messias, o Marechal.
Fez intrigas entre o Padre Epitácio Palmeira e o Pastor dele, indo então para a justiça. O Marechal promoveu a confusão. Uma certa feita, o padre de Penedo disse no sermão onde lá estava o ex prefeito Marechal: “Quem desuni é o diabo e olho a olho em Marechal” numa Igreja cheia. Esse foi o tempo Marechal...
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui